Lideranças comunitárias de Petrolina entrarão com ação de danos morais contra a Compesa

3

Alegando danos morais, lideranças comunitárias de Petrolina vão entrar com uma ação na justiça contra a Compesa. A informação foi repassada ao Blog pelo presidente das Comissões de Líderes Comunitários, José Santos Agostinho, o popular ‘Zé Santos’. De acordo com ele, a companhia causou e vem causando muitos transtornos na cidade.

A Comissão não está parada e vamos entrar com uma representação na Justiça contra a Compesa. Ela tem que pagar pelos danos que causou à sociedade petrolinense, a gente não pode ser prejudicado. Estamos pagando e ainda somos prejudicados, isso não pode acontecer. A gente só quer o que a gente paga para a Compesa, revertido naquilo que é o nosso direito”, disse Zé Santos.

Para o presidente da comissão, a falta d’água e os esgotos estourados com frequência implicam na qualidade de vida do cidadão. “Falta d’água e de prestação de serviço no esgotamento sanitário implicam na qualidade de vida da sociedade petrolinense. A gente tem impressão de que está havendo um racionamento de água. A gente paga caro e recebe uma água limitada, mesmo morando praticamente na beira do rio”, disparou.

Falta de esclarecimento

Zé Santos disse que foi elaborado um abaixo-assinado e encaminhado ao governador Paulo Câmara no último dia 8. Um dia depois, conta ele, o grupo de lideranças comunitárias foi recebido pelo gestor local da Compesa, João Raphael Queiroz. Mas, conforme Zé Santos, “nada foi esclarecido”. Ele ainda disse que as lideranças comunitárias apoiam o prefeito Miguel Coelho sobre o processo de uma nova concessão para os serviços de água e esgoto no município. Com a palavra, a Compesa.

3 COMENTÁRIOS

    • Concordo. Tanto que é verdade o que está dizendo, que a própria prefeitura está amenizando nas palavras. Oportunismo.
      Sabemos o quanto a Compesa causa de transtornos, mas também temos que usar do bom senso que nessa celeuma a prefeitura através dos prefeitos anteriores tem suas responsabilidades. Petrolina cresceu e acharam melhor fazer puxadinhos no abastecimento de água do que fazer investimentos de ampliação. Nisso a compesa e prefeitura são iguais.
      Quando a prefeitura se meteu a fazer o serviço olha o imbróglio que fizeram com o saneamento do Dom Avelar, aí jogaram a bomba nas mãos da compesa para resolver em vinte e quatro horas.
      Então, cada um assuma as suas responsabilidades e faça o serviço andar melhor.

  1. Mas também concordo que toda pressão em cima da compesa é válida para mostrar que ela é obrigada a seguir normas. Que não está livre para fazer o que bem entender na cidade e que acima dela está a lei.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

3 + doze =