Lider morto previa vitória

por Carlos Britto // 02 de janeiro de 2009 às 20:34

Morto em casa com a família, num bombardeio das forças israelenses em Gaza, o líder do Hamas, Nizar Rayan, 51, previu na véspera a vitória do movimento radical islâmico. “Se Deus quiser, o Hamas vai vencer”.  Um dia antes de morrer ele deixou um áudio gravado, divulgado na TV local. Suas quatro mulheres e duas de suas filhas também morreram no ataque à casa dele.Considerado “comandante honorário” dos radicai, foi o líder mais importante do Hamas assassinado desde o intenso bombardeio que começou sábado, em resposta aos ataques ao Sul de Israel. Foi decapitado na explosão de dois mísseis da aviação israelense, segundo testemunhas. A Força Aérea disse que as explosões em cadeia demonstraram que a casa de Rayan era um depósito de armas e também um centro de comunicação, com um túnel para fugir das operações militares. Outros doze palestinos morreram no ataque, chegando a 414 o número de mortos até agora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.