Leitor do blog diz que Vale tem que ser mais que Uva e Manga apenas

por Carlos Britto // 27 de janeiro de 2009 às 23:45

Prezado Carlos Britto.

É impessionamte como, via de regra, as autoridades e a maioria do povo, quando fala em crise no vale do São Francisco somente cita uva e manga, como se o Vale so tivesse esse dois arranjos produtivos. É importante mencionar que a fruticultura do Vale é composta por diversas outras culturas e que todas sem distinção, tem contribuido om o desenvolvimento da região e sofrem com a crise e as vezes até mais do que uva e manga. Os produtores de uva e manga, fruteiras, em geral, praticadas pelos grandes produtores sempre tiveram o apoio de autoridades, assitencia técnica própria, crédito bancário mais fácil e mais farto ao contrário dos pequenos produtores que não plantam manga e uva. É preciso alertar as autoridades, que via de regra so falam em manga e uva, que existem produtores por exemplo de acerola, coco, pinha etc que também sofrem com a crise e precisam muito da ajuda do poder público. Sem dúvida uma cultura como acerola, por exmplo, emprega e desemprega, na crise, tanto ou mais do que qualquer outro sistema pordutivo. Portanto fica nosso alerta as autoridades. Nos discursos, oficiais ou não, lembrem dos pequenos produtores que cultivam outras fruteiras.  O vale não é feito somente de uva e manga não.

Atenciosamente

Luiz Gonzaga Neto

Leitor do blog diz que Vale tem que ser mais que Uva e Manga apenas

  1. Débora Lopes Freire disse:

    Carlos Britto, sou leitora assidua do seu blog.E hoje sem duvidas venho parabenizar o Luiz Gonzaga Neto por sua colocação em respeito aos Pequenos Produtores do Vale do são Francisco. respeito a forma deles trabalharem, mais também precisamos ver como ele chegam a essa situação. O GOVERNO FALA EM APOIO A ECONOMIA FAMILIAR, mais na verdade o interesse realmente norteia em torno da CLASSE PATRONAL. Mais é bom saber qui eles também são os qui mais dão prejuizo. Enquato qui um pequeno produtor tira um empretimo em torno de R$ 40.000, um empresário exportador retira o valor que seria de pelo menos 20 produtor. E esse também ofereçe riscos, e esses são perdoados.Há pelo menos quatro anos atrás pequenos produtores do vale foram prejudicados por fatores do tempo ( chuvas com tempestades), e todo bananal e até coqueiros e outros foram afetados. Todo o comércio e toda Petrolina sentiram com esse problema.Tá mais do que na hora de se pensar no progresso do vale do são francisco englobando todos os que o fazem. E não isolando apenas a um determinado setor.

  2. Débora Lopes Freire disse:

    Carlos Britto,sou leitora assídua do seu blog.E hoje sem duvidas venho parabenizar a vc pelo blog e ao Luiz Gonzaga Neto pela colocação em relação aos Pequenos Produtores do Vale do são Francisco. Ao mesmo tempo ki venho usar esse canal para expor minha indgnação em relação a falta de valores a uma determinada classe. Respeito oos empresários exportadores de manga e uva, a forma deles trabalharem, mais também precisamos ver como eles chegam a essa situação. O GOVERNO FALA EM APOIO A ECONOMIA FAMILIAR, mais na verdade o interesse realmente norteia em torno da CLASSE PATRONAL. Mais é bom saber qui eles também são os qui mais dão prejuizo. Enquato qui um pequeno produtor tira um empretimo em torno de R$ 40.000, um empresário exportador retira o valor que seria emprestados a pelo menos 20 produtores. E esse também ofereçe riscos,esses riscos acontecem também em uma escala ainda muito maior, e esses são perdoados.Os exportadores não oferecem empregos o ano todo não. Muito pelo contrario fazem contratos de tres meses o tempo de prepararem o plantio para safrejo. Logo o pequeno produtor tem em suas lavouras trabalho para o ano todo. Isso é possivel observar, basta que tenham olhos clinicos para isso. Há pelo menos quatro anos atrás pequenos produtores do vale foram prejudicados por fatores do tempo ( chuvas com tempestades), e todo bananal e até coqueiros e outros foram afetados. Todo o comércio e toda Petrolina sentiram com esse problema.Tá mais do que na hora de se pensar no progresso do vale do são francisco englobando todos os que o fazem. E não isolando apenas a um determinado setor.
    Agradeço pelo espaço e sem mais pelo momento, me disponho para mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.