Leitor critica “marginalização” dos ambulantes durante São João do Vale 2015

por Carlos Britto // 28 de junho de 2015 às 18:43

ambulantes são joão petrolinaOs festejos juninos de Petrolina foram encerrados ontem (27), atraíram um grande público nos cinco dias em que se realizaram, mas houve gente que viu um ponto negativo no evento. Quem destaca essa questão é o leitor Pedro Augusto, que acredita que os ambulantes foram “marginalizados” pela organização do São João do Vale 2015.

Confiram:

Olha que absurdo o São João do Vale, uma desorganização total. Cadê os blogs da cidade?

Pensei que o São João fosse para todos, mas não. É só para quem tem dinheiro. Os ambulantes vendendo “na favela”, isso porque o ponto dentro da festa é o ‘olho da cara’.

Os ambulantes vão para as festas em outra cidade e são bem recebidos, enquanto no seu lugar são maltratados. Que vergonha!

Pedro Augusto/Leitor

Leitor critica “marginalização” dos ambulantes durante São João do Vale 2015

  1. Maria Josefa Pereira disse:

    Não
    foram só eles não, Os donos de Vans também não puderam trabalhar, porque os beneficiados da vez foram os taxistas e mototaxistas, que cobraram valores exorbitantes como 15,00 reais por corrida, por sua vez só faltavam matar o povo andando em alta velocidade para dar muitas e muitas viagens, ultrapassando sinais vermelhos e tudo mais. Também entendo que a Petrolina é de todos nós, mas infelizmente dessa vez não foi. Quem sabe no próximo a gente possa trabalhar.

  2. Tabosa disse:

    Marginalizados estamos nós pagando R$ 5,00 por uma agua ou um refrigerante de latinha,é um absurdo!

  3. josé brito disse:

    Isso sem contar que a Prefeitura autorizou o comércio de ambulantes do lado de fora, que estavam vendendo algumas coisas mais em conta, mas quem comprava não podia entrar com o item, como bebida, por exemplo. Então, realmente as pessoas eram obrigadas a comprarem dentro do pátio de eventos por preços absurdos. R$ 5,00 em uma latinha de cerveja e refrigerante é um absurdo, no supermercado custa menos da metade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *