Kits de irrigação mudam realidade de agricultores locais

2

DSC_0085A realidade de muitas famílias do sertão pernambucano está mudando. Quem antes não tinha como plantar, caso não chovesse, ou tinha que andar quilômetros atrás de água, hoje pode ter sua pequena plantação irrigada. A mudança deve-se aos kits de irrigação fornecidos pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf).

Os equipamentos têm capacidade de irrigar uma área de 500 metros quadrados cada. Destinados a pequenos assentamentos ou agrupamentos de produtores rurais com produção de hortaliças ou frutas, os kits têm como principal objetivo agregar valor à produção.

Para que a família possa receber o benefício, existem diversos critérios: ser de baixa renda; residir na zona rural; ter disponibilidade de água para utilização na irrigação, sem comprometer o consumo da própria família e a dessedentação dos animais; ter assistência técnica garantida pelo governo federal, no caso, através da Codevasf, e ainda a validação pela equipe técnica da Companhia e do Ministério da Integração Nacional.

Na Vila Salú, diversos moradores foram contemplados com o kit. O agricultor Agostinho Laurindo foi um deles. Segundo Agostinho, desde que recebeu o equipamento, a vida de sua família melhorou. “Ajudou muito. A gente planta salsinha, coentro, alface. Temos uma demanda de cerca de 600 molhos de coentro por semana, vendendo cada por pelo menos R$ 1. Dá pra ajudar bastante”, disse.

O superintendente da 3ª Regional da Codevasf, em Petrolina, Luiz Manoel de Santana, lembra que essa ação acontece de diversas maneiras. “Na Vila Salú levamos água do rio São Francisco para um reservatório, e desse reservatório a água vai para os kits. Mas existem outros lugares que são ainda mais distantes, como Uruás, por exemplo. Nessas localidades nós perfuramos e instalamos um poço, e anexamos o kit de irrigação a ele. Dessa forma, podemos ver agricultores de lugares extremamente ermos irrigarem com água de poço”, afirma o superintendente.

Além de horticultura, existem lugares onde a produção de frutas e grãos também é realizada através da tecnologia. Seu Carlos, do assentamento São Paulo, já usou o kit para plantar milho, acerola e feijão, por exemplo. “Esse kit foi uma benção para mim e minha família. Há pouco tempo plantei milho e consegui vender tudo. Eles saíram bonitos, e eu já estou ansioso pra plantar mais. Foi realmente uma maravilha”, festeja. (Fonte: Ascom Codevasf)

2 COMENTÁRIOS

  1. O kits de irrigação da CODEVASF é formado em quantas partes, digo em quantos materiais, e quais são eles. Como conheço bem a vila Salú e o sr. Augustin o entrevistado pelo o blog a água é paga pela a codevasf ou é a mesma que abastece a comunidade da vila Salú. porque quem paga a água é a prefeitura e a caixa dágua foi luta do ex. DEPUTADO GERALDO COELHO.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome