Justiça suspende liminar e Democratas segue na coligação de Charles Leão em Juazeiro

1

jandir eleição 5 agosto coligação

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) suspendeu a liminar assinada pelo juiz de direito Ednaldo Fonseca, que anulava a convenção do Democratas (DEM) de Juazeiro.  O encontro homologou, no último dia 5 de agosto, os candidatos a vereador da legenda e, seguindo um encaminhamento da direção estadual, capitaneada pelo deputado federal José Carlos Aleluia e pelo prefeito de Salvador, ACM Neto, compôs a coligação liderada por Charles Leão (PPS).

Márcio Jandir, vice-presidente da agremiação, assegura que o partido continuará compondo a coligação ‘Juazeiro no Coração’ (PPS/PSDB/DEM). “A justiça vai manter as decisões da convenção, pois tudo foi feito obedecendo aos critérios eleitorais e ao estatuto do DEM, com regularidade e normalidade“, garante.

Com a decisão, os que pleiteiam uma vaga na Câmara de Vereadores da cidade pelo DEM continuam com suas candidaturas garantidas e o tempo de TV referente à legenda para o guia eleitoral da majoritária não será subtraído.

Jandir ressalta, porém, que os membros da legenda, autores da representação derrotada, possam fazer uma reflexão e deixar o partido. “Queremos oportunizar às pessoas insatisfeitas com a decisão da maioria, chancelada pela direção estadual, que possam deixar a agremiação, o que impedirá, eventualmente, de enfrentar um processo disciplinar, pois tudo foi feito dentro da legalidade. A decisão de seguir com Charles e Suzana foi debatida por todos e não podemos aceitar que essa decisão seja questionada por membros que sequer estão sendo leais às posições do partido“, comenta. (foto/divulgação)

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome