Justiça manda retirar do ar nova fake news contra Marília; candidata reforça apoios

por Carlos Britto // 13 de outubro de 2022 às 06:54

Foto: Tiago Calazans

Mais uma vez a Justiça Eleitoral atendeu a uma solicitação da Coligação ‘Pernambuco na Veia’ e manda o Facebook retirar do ar uma notícia mentirosa sobre a candidata ao governo do Estado, Marília Arraes (SD). Agora, a exemplo do que ocorreu no primeiro turno, a publicação falsa inventa notícias sobre apoio de Marília à inexistente “ideologia de gênero”.

Na decisão, a desembargadora Virgínia Gondim Dantas acolheu o pedido do setor jurídico da coligação, que solicitou que a Justiça Eleitoral determinasse a retirada do ar da fake news postada no Instagram – rede social gerida pela Meta, que também é proprietária do Facebook. Caso não seja cumprida imediatamente, a rede social terá que arcar com multa diária de R$ 1 mil.

O autor da postagem foi identificado e é militante do candidato à Presidência, Jair Bolsonaro, e publicou uma velha fake News, que já foi alvo de outras ações do jurídico de Marília.

Desde o início da campanha eleitoral, a coligação da candidata obteve 32 vitórias na Justiça Eleitoral contra diversas irregularidades cometidas, na sua maioria,  nas redes sociais – em especial o Instagram, o Facebook e o WhatsApp. De acordo com o levantamento do setor jurídico de Marília, as infrações mais comuns foram a postagem de notícias falsas, incluindo quatro ações sobre divulgação de pesquisas mentirosas.

Apoios

Enquanto isso, a candidata do SD vai colecionando apoios importantes para o segundo turno. Um deles é o deputado federal reeleito Felipe Carreiras (PSB), que recebeu nas eleições deste ano 75 mil votos. A deputada estadual e delegada Gleide Ângelo (PSB) também optou pelo palanque de Marília. Gleide foi uma das mais bem votadas para a Alepe, alcançado quase 120 mil votos. Do segmento dos trabalhadores, a candidata ganhou o apoio do Sindicato dos Estivadores nos Portos do Estado de Pernambuco (Sindestiva). O encontro também teve a participação de Osmar Ricardo (PT) e Marco Aurélio Filho (PRTB), ambos vereadores do Recife. Além do Sindestiva, representantes de seis sindicatos ligados a outras categorias portuárias também estiveram presentes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.