Justiça eleitoral pode cancelar mais de 4 mil títulos em município do norte da Bahia

1
Foto: reprodução

Mais de 4 mil eleitores do município de Macururé, no norte da Bahia, poderão ter seus títulos cancelados. Na cidade, que está em fase de revisão biométrica obrigatória, 4.083 cidadãos ainda não atenderam a convocação da Justiça Eleitoral. Conforme o TRE baiano, a suspensão do documento provoca outras diversas penalidades, a exemplo do impedimento de tirar passaporte ou carteira de identidade, tomar posse em cargo público e ter acesso a programas sociais. O prazo para regularização é 18 de fevereiro de 2020.

Em Macururé, dos 6.458 eleitores convocados, apenas 2.375 (36,78%) realizaram a coleta dos dados. No decorrer deste ano, o TRE-BA realizou uma série de audiências públicas para alavancar o recadastramento biométrico em 24 municípios do Estado. O objetivo é realizar as Eleições Municipais 2020 com 100% dos títulos biometrizados.

Agendamento

A última fase da biometria no Estado, prioriza o agendamento, que pode ser realizado por meio do site do TRE-BA ou pelo telefone 0800 071 6505. Para agendar, o número do título será solicitado. Caso não possua a inscrição eleitoral ou não saiba o número, o eleitor deve informar número do CPF, data de nascimento e nome completo dos pais. O cidadão também pode cadastrar o número de telefone e e-mail. Esses últimos dados são importantes para que o eleitor receba confirmação e lembretes do agendamento.

1 COMENTÁRIO

  1. Alguém se importa em votar? Eu mesmo estou pouco me lixando. O ruim é que o sujeito não pode sequer assinar um contrato de emprego se não votar. Empregadores, boicotem essa medida esdrúxula. Democracia também dá o direito da pessoa não votar se quiser. Só na bananalândia que voto é obrigatório.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome