Juazeiro sediará 6º Workshop do National Mango Board

por Carlos Britto // 13 de julho de 2012 às 16:00

Na próxima semana o município de Juazeiro vai sediar o 6º Workshop do National Mango Board (NMB) no Vale do São Francisco. O evento, marcado para quinta-feira (19), é coordenado pela Valexport e NMB (organização de promoção e pesquisa da manga, supervisionada pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, que visa a aumentar o consumo da fruta in natura nos EUA), e acontecerá no Grande Hotel, das 8h às 17h, com tradução simultânea (português/espanhol).

Destinado a produtores, gerência de packing houses, terceirizados para colheita, profissionais de segurança alimentar, exportadores e representantes de toda a cadeia produtiva da manga, o workshop vai atualizar informações gerais sobre o mercado norte-americano, programas de marketing, pesquisas e boas práticas.

Logo na abertura, o coordenador dos Programas de Exportações da Valexport, Tássio Lustoza Gomes, e a diretora de Relações Setoriais do NMB, Marilda Peele, darão as boas vindas aos participantes. Em seguida, Marilda falará sobre o impacto do NMB no consumo de mangas nos EUA. O professor Thomas Davenport, da Universidade da Flórida, ministra uma palestra com o tema “Manejo de Floração da Mangueira”, e num segundo momento, discorrerá sobre o “Manejo da Poda”.

No início da tarde, o workshop promete chamar a atenção para o tema “Boas Práticas Agrícolas”, que será apresentado pelo pesquisador da Embrapa Semiárido, Paulo Roberto Coelho Lopes. Na sequência, o também pesquisador do órgão federal, Joston Simão de Assis, fala das “Boas Práticas de Fabricação”. Leonardo Ortega, diretor de Pesquisas do NMB, encerra o ciclo de palestras abordando “Os Benefícios da Manga para a Nutrição e Saúde”.

Exportações

De acordo com a Diretora de Relações Setoriais do NMB, Marilda Peele, esta edição promete superar as expectativas. “Desde o primeiro orkshop que realizamos no Vale do São Francisco, as respostas têm sido muito positivas e a participação cresce a cada ano, seja nas edições realizadas em Juazeiro, como naquelas feitas em Petrolina. Os participantes certamente terão uma melhor compreensão da cadeia produtiva da manga, enriquecendo os debates e aprimorando o intercâmbio de informações”, concluiu.

Em 2011, o Brasil enviou aproximadamente 6 milhões de caixas de mangas para os EUA, que são considerados um dos maiores mercados do mundo. Por sua vez, os americanos reconhecem a qualidade e consistência das mangas produzidas no País, em especial no Vale do São Francisco. (fonte: CLAS Comunicação)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *