Juazeiro revisa Plano Municipal da Infância e Adolescência e concorre ao Prêmio ‘Prefeito Amigo da Criança’

0
Foto: Ascom PMJ/divulgação

A Comissão Pró-Selos Abrinq-Unicef/edição 2017-2020 finalizará neste mês o ciclo de reuniões do Grupo de Trabalho Coordenador (GTC) com vistas à revisão do Plano Municipal para Infância e Adolescência (PMIA) de Juazeiro (BA). A articuladora municipal da Abrinq, Miranery Amorim, frisou a importância de priorizar no PMIA a revisão de objetivos que sejam realmente tangíveis para viabilizar o seu cumprimento e construir políticas de continuidade a fim de ratificar o compromisso do município com as políticas públicas voltadas para as crianças e os adolescentes.

O governo municipal, ao longo de 11 anos, tem realizado ações importantes para melhorar cada dia mais a vida das crianças e adolescentes, e o prefeito Paulo Bomfim tem conseguido avanços na promoção do acesso à educação, saúde, cultura, lazer, formação profissional, proteção à violação de direitos da infância e da adolescência”, afirmou a articuladora.

A vigência do PMIA de Juazeiro (aprovado em 2015) se estende até o ano de 2025 e sua revisão será concluída no final deste mês, pelos membros do GTC – composto por representantes da Assessoria de Articulação Interinstitucional – Casa dos Conselhos, da Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade, da Secretaria da Saúde, de Educação, da Cultura, do Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente e ainda do representante do Conselho Tutelar.

A existência de um plano de cena dessa natureza pontua na avaliação do Prêmio Prefeito Amigo da Criança, da Fundação Abrinq, que avalia os quatro anos de administração dos prefeitos que concorrem ao prêmio“, explicou o assessor da Casa dos Conselhos, Roosevelt Duarte.

Reconhecimento

O reconhecimento da Fundação Abrinq, através do Programa Prefeito Amigo da Criança (PPA), é conferido aos municípios que cumpriram os prazos e diretrizes, promoveram melhora nos indicadores, ampliaram o diálogo, atuaram de forma intersetorial e qualificaram suas políticas públicas em benefício das crianças e adolescentes. O presidente do CMDCA, Vicente de Paula, agradeceu a oportunidade de contribuir no percurso da revisão do que considera uma “importante ferramenta de gestão municipal na construção e implementação das políticas para as crianças e os adolescentes“. Ele também reconheceu a abertura de diálogo entre o governo municipal e a sociedade civil organizada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome