Dívida x Receita: Bahia aparece menos endividada

0

82a92d803727e7a77ee0b341e883b730

Uma matéria divulgada este fim de semana relacionou os estados brasileiros onde o indicador de endividamento piorou, e mostra que na Bahia, sob o comando do governador Jaques Wagner, a relação entre a dívida e a receita corrente líquida caiu de 52% em 2013 para 32% em abril deste ano.

De acordo com levantamento publicado pelo portal Uol, neste fim de semana, a relação entre a dívida e a receita corrente líquida caiu de 52% em 2013 para 32% em abril deste ano. A Bahia figura num caminho inverso ao de nove estados brasileiros, que aumentaram o comprometimento da receita com a dívida pública nos últimos quatro anos.

A comparação, de acordo com o portal, foi feita com base em dados nos balanços publicados no final de 2010 e em abril de 2014. “Nesse período, Acre, Amapá, Espírito Santo, Pernambuco, Piauí, Rondônia, Roraima, Sergipe e Tocantins passaram a comprometer percentualmente mais a receita com a dívida”, afirma a reportagem.

A relação entre a dívida e a receita corrente líquida, explica ainda o texto, é um parâmetro estabelecido na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). De acordo com a Lei, os estados podem chegar até a relação de 200% entre a dívida e a receita. Estados que registram comprometimento superior a este patamar, ficam impossibilitados de pedir novos financiamentos.

Na Bahia, o nível de comprometimento da receita com a dívida vem diminuindo desde o início da gestão do governador Jaques Wagner, em 2007, enfatizou o secretário da Fazenda do Estado, Manoel Vitório (Foto), salientando que “em 2006, a relação equivalia a 100%, mais que o dobro da atual. Essa performance atesta o equilíbrio fiscal do Estado”.

O levantamento do portal mostra, ainda, que os investimentos do governo baiano aumentaram 65% entre 2013 e 2014, de R$ 467,9 milhões para R$ 772 milhões. (Fonte: Secretaria de Comunicação do governo da Bahia. Imagem: Site Politica Livre)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

1 × 4 =