Iterpe vai georreferenciar unidades produtivas do Sertão do São Francisco

0
Foto: Ascom Iterpe/divulgação

As 15 famílias beneficiárias do Crédito Fundiário que fazem parte da Associação de Agricultores e Agricultoras João Rodrigues Primo, localizada em Lagoa Grande, Sertão do São Francisco, terão suas unidades produtivas  georreferenciadas pelo Instituto de Terras e Reforma Agrária de Pernambuco  (Iterpe). O objetivo é regularizar e individualizar seus lotes adquiridos através do Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF). O compromisso foi firmado nesta semana, durante visita do presidente do órgão, Altair Correia, às Unidades Produtivas localizadas no São Francisco que serão beneficiadas com o georreferenciamento das áreas para fins de individualização dos lotes.

O processo de medição dos 90 hectares de terra do imóvel rural, que foi adquirido em 2007 pela associação, será viabilizado por meio da integração das áreas que gerenciam o Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF) e a Regularização Fundiária do Iterpe.

O compromisso foi anunciado junto com os gestores das áreas porque compreendemos que, aos poucos, poderemos avançar o desenvolvimento agrário em Pernambuco, principalmente pelo viés integrativo das áreas fundiárias do Instituto que dialogam entre si”, afirmou Correia, otimista com a nova dinâmica de gestão que está sendo implantada para ampliar o trabalho do órgão.

Através do trabalho de georreferenciamento da propriedade, as famílias rurais de João Rodrigues Primo serão beneficiadas com os mapas cartográficos individualizados necessários para cada um adquirir a escritura individual da terra. Entre alguns dos resultados esperados é que os beneficiários consigam ampliar as chances de acesso aos créditos rurais e outras políticas públicas que viabilizem o crescimento da produção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome