Investimentos de R$ 6,9 milhões em obras hídricas devem beneficiar municípios do Sertão de Pernambuco

2

DSC_1339_640x428O secretário de Agricultura e Reforma Agrária de Pernambuco, Aldo Santos, assinou ordens de serviço que somam quase R$ 7 milhões para a segurança hídrica e o saneamento básico de mais de 7,5 mil pessoas da zona rural dos municípios de Serrita, Salgueiro, Serra Talhada e Belo Jardim – no Sertão do estado.

No total, foram autorizadas nos quatro municípios 600 cisternas do tipo calçadão – utilizadas para a pequena produção -, além de três barragens do Programa ‘Água para Todos’, duas perfurações e instalações de poços para sistemas de abastecimento d’água e a construção de 46 banheiros com fossas sépticas

O anúncio aconteceu durante a visita do governador Eduardo Campos a municípios do Sertão. No encerramento da programação em Belo Jardim, ontem (12), estavam presentes, além do prefeito do município, João Mendonça, e prefeitos da região, o presidente da Assembleia Legislativa, Guilherme Uchoa, o deputado federal Mendonça Filho, a deputada estadual Raquel Lyra, o ex-deputado André de Paula, secretários estaduais de Recursos Hídricos, Almir Cirilo; de Educação, Ricardo Dantas; de Saúde, Antônio Figueira; o presidente do IPA, Júlio Zoé; da Compesa, Roberto Tavares, entre outras lideranças locais – vereadores e presidentes de associações rurais. As informações são da assessoria.

2 COMENTÁRIOS

  1. -É SECRETÁRIO E O QUE VOCÊ TA FAZENDO ,COM O POBRE HOMEM DO CAMPO , QUE NEM MANDACARÚ TEM MAIS PARA QUEIMAR PARA O GADO QUE ESTAVA COMENDO O MILHO MDOS PRODUTORES DO VALE QUE ESTÁ ACABANDO, HEN SECRETÁRIO ME DIZ QUE EU ESTOU SURDO. EM VER TANTO DINHEIRO E POR QUE NADA CHEGA AO HOMEM QUE VIVE NO CAMPO OU ´E MESMO PARA O HOMEM DO CAMPO VOLTAR DE NOVO PARA IR PARA SÃO PAULO, PARA SER HUMILHADO NAGUELE PROGRAMA DE VOLYA PARA MINHA TERRA.

  2. Segundo o presidente da Compesa, Roberto Tavares, essa obra será um dos maiores desafios da companhia, tanto pela grandiosidades das ações físicas como por seu benefício e volume de investimento. “Somente a adutora terá 1.300 km, atenderá 68 municípios do Agreste, além de distritos e localidades no entorno do novo sistema, beneficiando mais de 2 milhões de habitantes”, enfatizou o dirigente. Tavares ressaltou ainda que esta obra consolida o compromisso do Governador Eduardo Campos no abastecimento de água e será a redenção da região do agreste, onde há uma grande concentração demográfica e poucas fontes de abastecimento de água, sendo considerado o pior balanço hídrico do Nordeste.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome