Instituições acadêmicas comprometem-se com Programa de Enfrentamento à Desinformação

por Carlos Britto // 28 de junho de 2022 às 14:33

Foto: Ascom TRE-PE/reprodução

O Programa Permanente de Enfrentamento à Desinformação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ganhou o reforço de três novos integrantes na tarefa de conter a proliferação de notícias falsas que contaminam o processo democrático brasileiro. Desta vez, a Corte firmou parceria com entidades acadêmicas do país. O encontro ocorreu na última sexta-feira (24).

O presidente do TSE, ministro Edson Fachin, celebrou termo de cooperação com a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), com a Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abruem) e com o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif). Juntas, as três entidades representam todas as instituições de ensino superior público do Brasil, com mais de 150 organizações federais, estaduais e municipais.

“O ato de hoje é um momento especial: é uma ponte entre conhecimento e experiência para servir à democracia, ao Estado Democrático de Direito e a uma sociedade aberta e plural, como desenhada na Constituição”, ressaltou o ministro.

Assinado pelos presidentes Edson Fachin, Marcus Vinicius David (Andifes), Rodrigo Bruno Zanin (Abruem) e Cláudio Alex Jorge da Rocha (Conif), o termo estabelece ações de cooperação entre as instituições para o enfrentamento de informações falsas e para o fortalecimento da confiança nos órgãos eleitorais, não apenas no contexto das Eleições Gerais de 2022. Também ressalta a importância da união de esforços entre a Justiça Eleitoral e entidades acadêmicas para desestimular a criação e a disseminação de notícias falsas e de discursos de ódio, mediante ações específicas voltadas a mitigar os efeitos negativos da desinformação.

Instituições acadêmicas comprometem-se com Programa de Enfrentamento à Desinformação

  1. O POVO TÁ DE ÔLHO disse:

    Tem que firmar acordo com LGBT+ QIAP e sei lá mais quantos. O que é preciso são eleições limpas e pronto.

  2. FORA PTralhas! disse:

    MUITO PELO CONTRÁRIO! Nós sempre fomos manipulados pela mídia oficial, entre as quais, a Globo LIXO, recebendo informações manipuladas para enganar e controlar as massas! Nunca na vida, estivemos tão bem informados quanto agora, depois das redes sociais, que dão liberdade de as verdades serem expostas, sem obrigatoriamente, terem vínculo com o podre mecanismo da corrupção, que usou por décadas, a grande imprensa, pagando caro para isso. Usando bilhões dos cofres públicos para enganar a população!
    Hoje, graças às redes sociais livres, quando o Jornal da Globo ou da Band, por exemplo, entre outras muitas, mentem para os telespectadores, imediatamente são desmentidos nas redes sociais, com provas, desmascarando as mentiras, que antes manipulavam o povo menos crítico!
    BOLSONARO 2022!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.