Incra e Codevasf celebram parceria para regularizar lotes do Pontal Sul

por Carlos Britto // 01 de setembro de 2022 às 11:47

Foto: Ascom Codevasf/divulgação

Uma parceria entre o Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf) vai permitir a regularização de lotes dos  299 irrigantes familiares e outros 37 empresariais que ocupam o Projeto Pontal Sul, em Petrolina. Graças a uma articulação do deputado estadual Antonio Coelho, os dois órgãos federais puderam trabalhar em conjunto para assegurar essa ação.

O primeiro resultado significativo dessa cooperação é a conclusão do processo de cadastramento de irrigantes do Pontal Sul para a obtenção do Certificado de Cadastro de Imóvel Rural (CCIR).

A parceria Incra-Codevasf, na avaliação do deputado, é mais uma iniciativa em defesa do produtor rural, do agronegócio e da agricultura familiar. “Um passo à frente dado na direção de se construir um caminho de desenvolvimento para os proprietários desses lotes agrícolas“, frisou Antonio Coelho.

O parlamentar ressaltou que a expedição do CCIR pelo Incra representa segurança jurídica a todos os que integram o Pontal Sul. O documento é considerado uma “espécie de CPF da terra” e é requisitado pelos bancos como atestado de garantia para a obtenção de financiamentos. Esse novo cenário que se desenha, na avaliação segundo o deputado, levará a região a vivenciar, num futuro próximo, um grande impulso monetário.

Após cumprirmos essa etapa importante, estou certo de que vamos assistir à expansão do crédito em Petrolina e na produção de mais riquezas. E isso irá impulsionar a viabilização de diversos projetos bem como ajudará a fomentar a geração de mais emprego na cidade e em toda a região“, celebrou o parlamentar, revelando, na sequência, que sua iniciativa foi motivada após ter recebido esse pleito dos próprios irrigantes.

O projeto

Em operação desde 2020, o Projeto Pontal Sul ocupa uma área de 3,5 mil hectares, que reúne 299 terrenos para agricultores familiares, além de outros 37 destinados a empresas. De acordo com a Codevasf, que vem desenvolvendo o projeto, essa primeira etapa contou com investimentos de R$ 380 milhões feitos pelo governo federal. A expectativa é gerar cerca de 10.500 empregos. Já a Área Norte, que ainda se encontra em fase de implantação, vai acrescentar 4,1 mil hectares ao projeto e conta com 287 lotes familiares e 47 empresariais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.