‘Idiotas úteis’, diz Bolsonaro sobre estudantes que saíram às ruas para manifestar nesta quarta-feira

17
(Foto: Reprodução/TV Globo)

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) chamou de “idiotas úteis” e “massa de manobra” manifestantes que organizam nesta quarta-feira (15) uma série de protestos contra os cortes do governo na educação básica e no ensino superior. O presidente classificou os protestos como algo “natural” e disse que “a maioria ali (na manifestação) é militante“. As declarações de Bolsonaro foram dadas em em Dallas, no estado norte-americano do Texas.

A maioria ali é militante que não tem nada na cabeça. Se perguntar sete vezes oito, não sabe. Se perguntar a fórmula da água, não sabe. São uns idiotas úteis e uns imbecis que estão sendo usados como massa de manobra de uma minoria espertalhona que compõe o lucro de muita universidade federal no Brasil“, afirmou o presidente, ao ser questionado sobre o assunto pela imprensa.

Um dos apoiadores do presidente gritou “arruma o Brasil que a gente volta“. A ele, Bolsonaro respondeu que o País está “bastante desarrumado“, mas que iria “arrumar“.

Pelo menos 75 das 102 universidades e institutos federais do país convocaram protestos em resposta ao bloqueio de 30% dos orçamentos determinado pelo Ministério da Educação (MEC). Universidades públicas estaduais e privadas de diversos estados também engrossam o movimento.

Um dos alvos do protesto, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse nessa terça-feira que as universidades precisam deixar de ser tratadas como “torres de marfim” e não descartou novos contingenciamentos.

‘Desarrumado’

Bolsonaro chegou na manhã desta quarta-feira a Dallas (EUA) em uma agenda improvisada e organizada às pressas pelo governo, depois de o presidente desistir de ir à cidade de Nova York. Ele participaria do prêmio de “personalidade do ano” concedido pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos na noite de terça-feira (13). Mas a homenagem foi alvo de boicotes e críticas do próprio prefeito da cidade, Bill de Blasio, e Bolsonaro desistiu de ir.

No Texas, Bolsonaro deve se encontrar com o ex-presidente George W. Bush e participar de um almoço com empresários, onde receberá formalmente o prêmio que não foi buscar em Nova York.

Estamos sendo muito bem recebidos aqui e o objetivo nosso da viagem será alcançado: aprofundar cada vez mais os laços de amizade e também de cooperação comercial com esse país que eu sempre amei desde a minha infância“, disse Bolsonaro, ao chegar nos Estados Unidos nesta quarta-feira. (Fonte: Estadão)

17 COMENTÁRIOS

  1. Pobre país que elege um ser desequilibrado e desprepado.
    Mas ja esta colhendo aquilo que plantou, es um paria internacional, ninguem o quer por perto, infelizmente a nacao pagara a conta por ter elegido este ser despresivel.

  2. Falou o imbecil que passou 30 anos na política fazendo nada com qualquer coisa, votando a favor do PT, chamando Hugo Chávez de esperança, que o Estado deve patrocinar esterilização para controle de natalidade, e que não há nada mais próximo do comunismo que o mundo militar.

  3. Por ter iludido a maioria dos eleitores (eu, não), quando se apresentou como opção de combate às roubalheiras do PT, fica evidente que ele é inteligente, mas é INÙTIL.

  4. Se perguntar a 90% dos estudantes, eles sabem o que é “idiota útil” e “massa de manobra”. Infelizmente foram lá apenas para servir de plateia no palanque da esquerda, gritando “Lula livre” e “não a previdência”.
    Os Estudantes precisam mostrar para os aproveitadores e para o presidente, que não são nem um e nem o outro.

  5. Sabem de quem é a frase “idiotas úteis”? Lenin, maior criador do comunismo. Esse povo foi a rua ontem por Lulalarapio livre. Tem que esperar muitoooooo tempo. Bolsonaro peca pela língua, mais uma certeza nós temos. Ele não é ladrão.

Deixe uma resposta para Maria Cancelar resposta

Comentar
Seu nome