Hospitais de Petrolina alertam sobre o risco de queimaduras no período junino

0
(Foto: Reprodução)

O mês de junho traz a magia do São João que impulsiona a venda de fogos de artifício e de bombas juninas. Nessa época, é comum as pessoas acenderem fogueiras e comemorarem com a queima de fogos. Por isso, é preciso estar bastante atento, principalmente com relação às crianças. Para ajudar com os cuidados, a Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada (UPAE) e o Hospital Dom Malan (HDM), ambos geridos pelo Imip em Petrolina, trazem algumas dicas simples, mas que podem fazer toda a diferença.

Soltar balão, além de muito perigoso, é crime!

No Brasil, soltar balão é considerado crime ambiental, punível com pena de até três anos e pagamento de multa. A prática pode resultar em acidentes graves, como incêndios de grande proporção. Por isso, não solte balão!

Cuidado com as comidas e bebidas quentes

Do momento do preparo até a hora de servir: cuidado com alimentos e bebidas quentes. Não permita que as crianças brinquem na cozinha e deixe sempre os cabos das panelas virados para dentro do fogão. Se possível, não use toalhas compridas onde os alimentos serão servidos. Crianças muito curiosas poderão se apoiar no tecido para ver o que tem na mesa.

Atenção com as fogueiras

Nessa época elas estão sempre presentes esquentando os corações. Mas, é bom ficar atento e nunca deixar as crianças chegarem perto da fogueira desacompanhadas. Deixe materiais inflamáveis, como álcool, fósforo e bombinhas longe do alcance dos pequenos e do fogo.

Não deixe as crianças soltarem fogos de artifício

Não permita que as crianças fiquem próximas à área onde acontecerá a queima de fogos. Esse material é muito perigoso e deve ser manipulado apenas por adultos ou profissionais.

Oriente as crianças a terem cuidado com bombinhas e estalinhos

Ensine as crianças como elas podem brincar de forma segura, evitando estourar bombinhas e estalinhos perto de outras pessoas ou de objetos que possam quebrar e soltar estilhaços, como garrafas de vidro e latas de refrigerante. Esses objetos não devem ser carregados no bolso pelo risco de explosão.

O que fazer em caso de acidentes?

1 – O primeiro passo é esfriar o local queimado, através da exposição do ferimento em água fria corrente por 10 minutos. Não coloque gelo na lesão, pois ele pode queimar ainda mais a pele.

2 – A limpeza deve ser feita apenas com sabão neutro enquanto a água corrente (fria) resfria a queimadura. Caso algum material esteja aderido sobre a queimadura, como roupa ou plásticos, não force sua retirada. Nesse caso, apenas um médico deve resolver o problema.

3 – A lesão deve ser envolvida com gazes ou compressas úmidas. Não use algodão, pois o mesmo pode aderir na pele.

4 – Se houver bolhas e peles penduradas na queimadura, não as estoure ou as arranque. Deixe-as sumir naturalmente ou então solicite a intervenção de um médico para retirar a área morta.

5 – Não aplique nenhum produto caseiro e popularmente conhecido por aliviar as queimaduras, como óleos, manteiga, pasta de dente ou café. Também não use nenhum produto específico para queimadura sem orientação de um profissional de saúde.

6 – Se a dor estiver incomodando ou a queimadura for grande e severa procure um serviço de saúde.

7 – Caso camadas mais profundas da pele fiquem expostas pela queimadura, a vacina contra tétano deve ser tomada pelo paciente para evitar complicações mais graves.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome