Homem suspeito de praticar sexo com animais em pleno Centro de Juazeiro gera reações de protesto

12

Um fato repugnante vem causando reações de protesto e até de medo para quem trabalha nas imediações do Fórum de Juazeiro (BA), em plena área central da cidade. Um senhor aparentando já ser sexagenário é suspeito de praticar zoofilia (sexo com animais) em plena luz do dia.

Segundo informações, o homem – que reside à Rua Cícero Feitosa – já seria conhecido por tal prática com cachorros de rua. “Isso ocorre há uns sete anos. Qualquer morador pode apontá-lo, dizendo que isso acontece há anos”, informou uma leitora deste Blog. Ela revelou ainda que a própria família do idoso também sabe, apesar de ser contra. “Ele chega a levar vários cachorros para dentro de casa, nos fins de semana”, disse. A leitora assegura também que o idoso não aparenta sofrer de algum distúrbio.

Ela conta já ter acionado os policiais do fórum, os quais justificam que sua tarefa se restringe à proteção dos servidores do fórum. A leitora também ligou para o serviço 190 da Polícia Militar da Bahia (PMBA) e procurou o Ministério Público, mas  nenhuma providência foi tomada até o momento.

Um amigo meu, que é da polícia, me disse que não há muito o que fazer. Nós, mulheres, nos sentimos afrontadas e tememos por nossa integridade”, desabafa a leitora. A reportagem tentará um contato com a PMBA sobre o assunto.

12 COMENTÁRIOS

  1. Decreto Lei 24.645/1934, de Getúlio Vargas. Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos: Pena: detenção, de três meses a um ano, e multa.

  2. Decreto Lei 24.645/1934, de Getúlio Vargas. Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exótico.
    Isso pode ser feito: Pena: detenção, de três meses a um ano, e multa.

  3. Que absurdo! Isso é um crime! Sugiro que o blog tente entrar em contato com alguma associação protetora de animais. Assim a pressão por alguma medida seria maior

  4. Isso é pura verdade eu ja cheguei a ver ele enfiando o dedo em uma cachorra e ainda lambeu o dedo…eu nao acredito que nao possa ser feito nada pela justiça. Inclusive eu liguei pra policia e falei o que aconteceu mais nenhuma viatura foi ao local,isso é uma falta de vergonha em todos os aspectos muito mim admira ser bem proximo do forum e eles nao fazer nada.
    Falta de respeito com todos eu estou indgnada desde do dia que vi essa cena lamentavel. AGORA EU PERGUNTO UMA COISA SE ELE FAZ ISSO COM UM ANIMAL O QUE ELE NAO PODR FAZER COM UMA CRIA ÇA???? PRECISAMOS DE RESPOSTA PELO O AMOR DE DEUS

  5. Isso é o cúmulo do absurdo!!!! Um imundo, imprestável, e mais repugnante ainda e revoltante é saber que nada é feito por quem realmente deve tomar providências. Mas nao podemos desistir de colocar esse velho desesperado na cadeia!!! Vamos ajudar a proteger quem vale mais que ele..os cachorros!!

  6. A culpa é do “Queer Museun” financiado pelo Santander; onde, além de promoverem a pedofilia, com exposições de homem nu sendo tocado por crianças, tem também quadros que estimulam a zoofilia, com imagens de marmanjos com relações sexuais com pobres cabritas. A turma adepta da seita da ideologia de gênero deve estar compadecida com a situação desse pobre homem, que apenas quer ser “feliz”, expressando sua sexualidade, reprimida por uma sociedade “opressora” e “ignorante”.

      • Tosco é você! Talvez vc seja um desses que acredita nessa seita de ideologia de gênero! Procure e vc vai achar que tal ideologia defende essa loucura praticada por esse senhor da reportagem. Os adeptos dessa “seita” já catalogaram mais de 90 tipos de “gênero”, e tem pra todos os gostos, inclusive para aqueles que se “apaixonam” pelos animais. Tem até um tal de “pan sexual” que é o tipo de gênero capaz de se relacionar sexualmente com tudo e com todos indiscriminadamente, ou seja, homens, mulheres, crianças, animais, objetos, partes do corpo, como por exemplo a mão ou pé e por aí vai… Esse tipo de loucura é livremente propagandeado em programas de auditório, novelas, reportagens, livros escolares, museus, dentre outros. Tosca é a propria ideologia de gênero; e mais tosco ainda é quem a defende!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

20 − dezesseis =