Homem morre em fiscalização do Ibama/RR e moradores cercam hotel dos agentes

0

Um homem foi atingido por um tiro e morreu nesta sexta-feira (31) durante uma fiscalização ambiental do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em uma área de mata em Rorainópolis, no Sul de Roraima. O caso gerou protestos e gritos de “assassinos” da população local e os vídeos circulam nos grupos de WhatsApp em Petrolina.

De acordo com o G1-RR, a vítima se chamava Francisco Viana da Conceição, de 52 anos, e era conhecido na região como ‘Neguinho’. No momento da ação do Ibama, ele trabalhava cortando madeira para uma serraria. Ainda não se sabe as circunstâncias da morte. A Polícia Militar de Roraima dava apoio à operação do instituto.

Em um dos vídeos, o senador do Estado, Telmário Mota, que esteve no local, denuncia que Francisco foi atingido com um tiro na nuca após evitar a abordagem dos agentes. “O Ibama está agindo como uma polícia totalitária. Esses dias, numa operação em Caracaraí [Sul do Estado], eles tocaram fogo nos barcos, nos equipamentos, de um pescador que trabalhava 25 anos vivendo só disso. Mais grave, hoje [31], assassinaram um cidadão, pai de família. Pior ainda, o assassino não foi entregue à Polícia Civil para as devidas providências”, relatou.

Foto: Reprodução/ WhatsApp

Com a notícia da morte do homem, moradores e madeireiros da região se aglomeraram em frente ao hotel onde os fiscais do Ibama estavam hospedados. Por conta da animosidade, os agentes tiveram que sair escoltados pela PM/RR.

Em Petrolina o caso provocou comoção e alguns comentários nas redes sociais passaram a revelar o grau de desconfiança nas autoridades. “Se Jesus não voltar logo, os governantes vão acabar com a população”, sintetizou em tom de ironia um usuário do WhatsApp.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome