Grupo de reeducandos da Funase em Petrolina participa de curso de Eletricididade

1
Foto: Ascom/Funase

Em Petrolina, 25 adolescentes da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) estão dando um passo importante para a profissionalização. O grupo está participando do Curso Básico de Eletricidade, ofertado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). As aulas, que começaram na tarde desta terça-feira (9), acontecem em uma sala de aula do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Petrolina, onde o grupo de socioeducandos cumpre medida de internação.

Ao longo do curso, que terá 40 horas/aula de segunda a sexta-feira, os alunos aprenderão conteúdos como corrente, tensão, resistência elétrica, potência e ferramentas para a medição das grandezas elétricas. A previsão é que essa primeira etapa termine em duas semanas. Em seguida, os socioeducandos terão mais 60 horas/aula do curso de Eletricista. Além dos internos, um auxiliar de serviços gerais que atua na Funase também foi incluído na turma por meio de uma ação de valorização dos funcionários.

Essa é uma área que tem uma demanda muito boa. Sem dúvida, a participação no curso é um estímulo para que os adolescentes sigam adiante e encontrem caminhos para uma profissão. Nesta primeira aula, muitos disseram ao professor, inclusive, que já tinham algumas noções sobre eletricidade e que agora vão poder se profissionalizar, seja trabalhando em alguma empresa, seja prestando serviços como autônomos”, detalhou a coordenadora técnica do Case Petrolina, Marineide Barbosa.

Até o fim do ano, mais cursos serão realizados na unidade da Funase, beneficiando outros grupos de socioeducandos. “Assim que terminar o de Eletricidade, por exemplo, será ofertado o de Padeiro. Desde 2010, temos uma parceria com o Senai. Sempre há uma grade de cursos preparada para os socioeducandos, o que tem impacto positivo na rotina da unidade”, completou Marineide.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome