Governo Federal irá distribuir 323 mil cestas básicas na crise do novo coronavírus

0
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O governo federal distribuirá 323,4 mil cestas para atender populações vulneráveis – índios, quilombolas e assentados – durante a pandemia do novo coronavírus. Não há previsão, segundo o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, de realização de novas compras até o fim deste ano.

Em 2013, primeiro ano com dados disponibilizados pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), o governo forneceu a famílias vulneráveis 1,6 milhão de cestas –o maior registro da série. Foram 1,16 milhão em 2015. Desde então, a distribuição não mais superou a marca de 1 milhão de cestas. Em 2017, houve a menor oferta de cestas: 273 mil. São oito itens, que pesam até 22 kg.

As cestas têm feijão, óleo de soja, macarrão, fubá ou flocos de milho, mandioca ou farinha de trigo, arroz, açúcar e leite em pó. O custo é de, aproximadamente, R$ 90 e elas só chegam às comunidades em maio. A ministra Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos) esteve presente no lançamento do projeto Brasil Acolhedor, no dia 13, que auxiliará também pessoas em situação de rua, com deficiência e idosos que vivem em asilos em uma segunda etapa da ação.

“Todas as aldeias, inclusive as comunidades isoladas, serão alcançadas com os atendimentos neste momento”, afirmou a ministra na coletiva realizada no Palácio do Planalto. (Fonte: Folha PE)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome