Governo federal autoriza continuidade de obras da Transnordestina

por Carlos Britto // 25 de janeiro de 2024 às 16:40

Foto: reprodução – arquivo Blog

O ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, autorizou na terça-feira (23) o repasse de R$ 811,3 milhões, em recursos de financiamento do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE), para a continuidade das obras da ferrovia Transnordestina, que atenderá os estados do Piauí, Ceará e Pernambuco. Incluída no Novo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), a construção dessa ferrovia é considerada a principal obra estruturadora para o desenvolvimento do Nordeste, pois vai ajudar no transporte de grãos, fertilizantes, cimento, combustíveis e minério.

A ferrovia cortará 53 municípios dos estados do Piauí, Ceará e Pernambuco, ligando o Sertão ao Litoral. Segundo o governo federal, cerca de 70% da Fase 1 do projeto já está pronta, mas para concluí-la é necessário fazer a conexão do Sertão do Piauí, a partir da cidade de Eliseu Martins, com o Complexo Industrial e Portuário do Pecém, no Ceará. Esta etapa está programada para terminar até 2027 e é fundamental para o início da operação da ferrovia, que terá uma extensão total de 1.206 km.

Somente depois dessa construção é que será iniciada a segunda etapa que está prevista para ser concluída até 2029 no Piauí.

Com a autorização de novas obras, será construído trecho da ferrovia entre os municípios de Acopiara e Quixeramobim, no Ceará. Ao todo, serão 101 km de aumento na malha ferroviária, impulsionando a conectividade em direção ao Porto do Pecém. No estado do Ceará, a Transnordestina planeja operar três terminais de carga, abrangendo também a bacia leiteira e pequenos e médios agricultores da região. A localização de um terminal voltado para grãos já está definida entre Iguatu e Quixadá, enquanto os outros dois, destinados a combustíveis e fertilizantes, serão determinados posteriormente.

Salgueiro-Suape

O trecho pernambucano da ferrovia, de Salgueiro (Sertão Central) ao Complexo de Suape, foi excluído da atual concessão, mas será construído pelo governo federal. Está orçado em R$ 4 bilhões e também faz parte do Novo PAC. Neste ano há previsão da aplicação de R$ 450 milhões para iniciar a obra. (Fonte: Portal Cidade Verde)

Governo federal autoriza continuidade de obras da Transnordestina

  1. Pulo disse:

    A intenção não é o progresso mas quanto mais obras grande mais fácil desviar dinheiro essa é sempre foi objetivo do luladrao

  2. vovô disse:

    Muito dinheiro no bolso, saúde que é bom ninguém vê.

  3. Francisco Oliveira Lima disse:

    Como o Bolsonaro não fez nada,o gado fica louco quando o Lula impulsiona o progresso do país.

  4. POLÍCIA FERROVIÁRIA FEDERAL NECESSÁRIO

  5. Art 19. Ao Departamento de Polícia Ferroviária Federal compete propor a política de segurança ferroviária e supervisionar o policiamento e a fiscalização das ferrovias federais, de acordo com a legislação específica

  6. PORTARIAS DE 13 DE FEVEREIRO DE 1996
    SECRETARIO-EXECUTIVO DO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA, O
    usando da competência que lhe foi subdelegada pela Portaria Ministerial ma 1:263, de 28èseterabro de 1995, resolve:
    N9 175 FILHO do cargó de Coordena BERNARDO ARRUDA
    – g Exonerar
    do Departamento de Policia Ferroviária Federal. der, .códignDAS 101.3,
    N9 176 – Exonerar LUCINDA LEMOS SANTOS ROCHA do cargo de Coordenadora, código DAS,.1.01-3, dó Departamento de Policia Ferroviária Federal.
    PATRÍCIA. IAGO COSTA DE FRANÇA do cargo de NO 177 – Exonerar
    Coordenadora, código DAS-101.3, do Departamento de Policia Ferroviária ‘Federal.
    Exonerar
    NO. 178 – DÉUMA FREITAS TORRES do cargo de Chefe de Serviço de Apoio à Elaboração Lègislativa, código mas-101.1, dó Departamento de Análise e de Elaboração Legislativada Secretaria de Assuntos. Legislativos.
    /W175 – I – Nomear JOSÉ IRINEU DE SOUZA COSTA para exercer o cargo de Chefe de Serviço, código DAS-101.1, da Secretaria de Planejamento de Ações Nacionais de Segurança Pública.
    II – Em conseqüência, exonerá-lo do cargo de Chefe de Serviço, código DÁS-101.1, da extinta Secretaria de Trânsito.
    Nomear SISÉ EDILSON BEZERRA para exercer o cargo 180 NOde Chefe de Serviço, código DAS-101.1, dá Secretaria de Planejamento de Ações Nacionais de Segurança Pública:.
    II – Em conseqüência, exonerá-lo do cargo de Chefe de Serviço, código DAS-101.I, da extinta Secretaria de Trânsito.
    N. 181 – 1 – Nomear MANOEL MESSIAS SANTOS para exercer .
    o car-go de Chefe de Serviço, código DAS-101.1, da Secretaria de Planejamento de Ações Nacionait . de
    Segurança Pública.
    – II – Em conseqüência, exonerá-lo do cargo de Chefe de Serviço, código DAS-101.1, do Departamento de Policia Ferroviária Federal.
    N9 182 – I Nomear ANA
    D.AVINA VIEIRA DE OLIVEIRA para exercer o cargo de Chefe de Divisão, código DAS-101.2, da Secretaria de Planejamento de Ações Nacionais de Segurança Pública.
    II – Em conseqüência, exonerá-la do cargo de Assessora dá Diretbr, código DAS-102.2, do Departamento de Policia Ferroviária Federal.
    Nomear JOSt

  7. PORTARIAS DE 13 DE FEVEREIRO DE 1996
    SECRETARIO-EXECUTIVO DO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA, O
    usando da competência que lhe foi subdelegada pela Portaria Ministerial ma 1:263, de 28èseterabro de 1995, resolve:
    N9 175 FILHO do cargó de Coordena BERNARDO ARRUDA
    – g Exonerar
    do Departamento de Policia Ferroviária Federal. der, .códignDAS 101.3,
    N9 176 – Exonerar LUCINDA LEMOS SANTOS ROCHA do cargo de Coordenadora, código DAS,.1.01-3, dó Departamento de Policia Ferroviária Federal.
    PATRÍCIA. IAGO COSTA DE FRANÇA do cargo de NO 177 – Exonerar
    Coordenadora, código DAS-101.3, do Departamento de Policia Ferroviária ‘Federal.
    Exonerar
    NO. 178 – DÉUMA FREITAS TORRES do cargo de Chefe de Serviço de Apoio à Elaboração Lègislativa, código mas-101.1, dó Departamento de Análise e de Elaboração Legislativada Secretaria de Assuntos. Legislativos.
    /W175 – I – Nomear JOSÉ IRINEU DE SOUZA COSTA para exercer o cargo de Chefe de Serviço, código DAS-101.1, da Secretaria de Planejamento de Ações Nacionais de Segurança Pública.
    II – Em conseqüência, exonerá-lo do cargo de Chefe de Serviço, código DÁS-101.1, da extinta Secretaria de Trânsito.
    Nomear SISÉ EDILSON BEZERRA para exercer o cargo 180 NOde Chefe de Serviço, código DAS-101.1, dá Secretaria de Planejamento de Ações Nacionais de Segurança Pública:.
    II – Em conseqüência, exonerá-lo do cargo de Chefe de Serviço, código DAS-101.I, da extinta Secretaria de Trânsito.
    N. 181 – 1 – Nomear MANOEL MESSIAS SANTOS para exercer .
    o car-go de Chefe de Serviço, código DAS-101.1, da Secretaria de Planejamento de Ações Nacionait . de
    Segurança Pública.
    – II – Em conseqüência, exonerá-lo do cargo de Chefe de Serviço, código DAS-101.1, do Departamento de Policia Ferroviária Federal.
    N9 182 – I Nomear ANA
    D.AVINA VIEIRA DE OLIVEIRA para exercer o cargo de Chefe de Divisão,

  8. O GOVERNO NÃO QUER POLICIAMENTO NAS FRONTEIRAS DAS FERROVIAS, POIS QUEREM DEIXAR ARREGANHADA ÀS PORTAS PARA ILÍCITOS ( ARMAS, DROGAS, CONTRABANDO,ETC). QUEREMOS QUE SE CUMPRA CONSTITUIÇÃO FEDERAL E O DECRETO IMPERIAL N°641.

    POLÍCIA FERROVIÁRIA FEDERAL

  9. Valter Durvalino teuxeira disse:

    Se deve tudo dinheiro do país ,de onde vai tirar dinheiro para tocar obra ,seria mesmo uma vitória como bem disse o amigo Paulo no seu espaço que usou ,sempre foi assim as obras são grandes nessessarias,mas a ganância é maior ,foi assim com todas as obras que i PT iniciou no seu governo,eu até imagino o tamanho da banana que lula vai mostrar aos brasileiros quando ele for numa bem bia gastar tudo dinheiro surrupiado de nisso país .

  10. Everardo disse:

    Lula vai deixar o Brasil na 5 economia do mundo de novo.

  11. Francisco Jeovanes de Souza disse:

    Quanto mais obras mais roubo

  12. Raimundo Furtado disse:

    É muito complicado o sistema administrativo público no Brasil, quem está no poder independente de qual partido seja sempre se aproveita da situação, sabemos que todas as obras publicas brasileiras tem uma porcentagem para os responsáveis. Bolsonaro não fez nada além de motociatas e falar besteira, usar, abusar do poder, enriquecer seus amigos e familiares.

  13. Wat disse:

    Decreto imperial?

  14. Anderson disse:

    E o Brasil nunca foi quinta economia? E acho dificil chegar neste patamar devido a burocracia imposta pelo próprio governo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Últimos Comentários

  1. Foto historica, de pessoas que contribuiram enormimente para o progresso da nossa regiao.