Gestor da AMMPLA comenta denúncia contra mototaxista sobre suposta tentativa de estupro

por Carlos Britto // 17 de janeiro de 2024 às 12:20

Foto: Ilustração/reprodução

O mototaxista denunciado por uma suposta tentativa de estupro em Petrolina, divulgada por este Blog na última segunda-feira (15), terá sua licença suspensa temporariamente, até que a Polícia Civil (PC) apure e conclua as investigações. A informação é do diretor-presidente da Autarquia Municipal de Mobilidade (AMMPLA), Franklin Alves.

Baseado nos relatos da vítima, que reside no Bairro Jardim Maravilha (zona oeste da cidade), Franklin disse que provavelmente seja um auxiliar, e não o permissionário do serviço.

Já temos uma ideia de quem seja, qual a permissão, quem é o mototaxista auxiliar, a rota que foi feita. As informações já foram repassadas à Polícia Civil. A própria AMMPLA também levou a vítima para fazer um Boletim de Ocorrência, para que seja aberto um inquérito e a Polícia Civil possa investigar se realmente houve o crime. Só após isso, a gente vai liberar ou não a permissão para esse mototaxista ou auxiliar voltar às suas atividades. Até então ele está desautorizado a realizar o serviço de mototáxi até que estas dúvidas sejam dirimidas”, argumentou o gestor, acrescentando que todas as medidas preventivas são para preservar o serviço público junto aos usuários.

Franklin destacou que, mesmo a denúncia recaindo sobre o auxiliar, o permissionário (dono da moto) também fica impedido de atuar no setor porque ele é corresponsável pela moto e se responsabiliza, consequentemente, pelo auxiliar. Caso a denúncia da vítima seja confirmada, a licença desse permissionário será cassada em definitivo e entregue ao Executivo Municipal, que escolherá um novo permissionário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Últimos Comentários

  1. Foto historica, de pessoas que contribuiram enormimente para o progresso da nossa regiao.