Filho de Caruaru, João Lyra Neto assume hoje o Governo de Pernambuco

0

João LyraJoão Lyra Soares Neto (PSB) assume hoje, às 15h30, na Assembleia Legislativa, o comando do governo de Pernambuco. É a primeira vez que um caruaruense ocupa este cargo tão importante, embora três já tenham sido vices. A posse de Lyra neste “mandato-tampão” de nove meses, no entanto, é marcada por uma polêmica, já que ele esperava concorrer, com o apoio de Eduardo Campos, às eleições no final do ano. Após ter sido confirmado o nome do secretário estadual da Fazenda, Paulo Câmara (PSB) como candidato, em fevereiro, e não o dele, Lyra vem recebendo elogios de Eduardo, que publicamente ressaltou sua capacidade administrativa e lealdade.

A cerimônia deve atrair presenças ilustres, inclusive a do prefeito de Caruaru, de José Queiroz (PDT), adversário histórico de João Lyra, que virá prestigiar o conterrâneo.

Ele assume o cargo e algumas perguntas ficam no ar. Entre estas, se vai participar ativamente da campanha de Câmara. Ou como será o seu diálogo com a presidente Dilma Rousseff, adversária de Eduardo nas eleições.

Trajetória

Ex-deputado estadual, duas vezes prefeito de Caruaru e duas vezes vice-governador na chapa de Eduardo Campos, Lyra tem experiência administrativa, tanto à frente das empresas da família, como na gestão pública. Embora tenha participado da militância estudantil desde os anos 1960, apenas em 1988 ele resolveu seguir o caminho do pai, João Lyra Filho – ex-prefeito de Caruaru, em 1959, pela Frente Popular, mesmo ano em que Miguel Arraes venceu as eleições, no Recife – e do irmão, Fernando Lyra – ex-deputado federal e Ministro da Justiça, falecido há um ano.

Até então, o advogado e empresário, nascido em 1947, dedicava-se aos negócios da família, surgidos a partir dos esforços do patriarca, que começou atuando como mascate em Lagoa dos Gatos e, de lá, se fixou em Caruaru, onde trabalhou como caminhoneiro, vendedor de automóveis e, por fim, entrou no negócio de ônibus intermunicipais, criando a viação Caruaruense.

Com apenas 18 anos, em 1965, João Lyra Neto já era responsável pela direção da rodoviária. A atuação empresarial, porém, não impediu que participasse da vida política do País, seguindo a tradição do pai e do irmão, referências consagradas da resistência democrática no período da ditadura.

Eleito prefeito de Caruaru em 1988, com apenas 78 votos de diferença em relação ao outro candidato, Tony Gel, numa disputa que derrotou o grupo do ex-prefeito Drayton Nejaim, ligado à direita e ao regime militar, João Lyra Neto se destacou inicialmente pela transferência da centenária Feira de Caruaru do centro da cidade para o Parque 18 de Maio, dando cara nova à região e dinamizando sua economia. A mudança era controversa, já que a cidade surgiu justamente depois da consolidação da feira.

Outros destaques foram a criação do Pátio do Forró e do Autódromo Ayrton Senna. Após ter atuado como deputado estadual, exercendo a liderança da bancada do governo de Miguel Arraes, entre 1994 e 1996, ele assumiu novamente o cargo de prefeito, em 1997, priorizando os investimentos em obras de urbanização e mobilidade em Caruaru.

Governo

Eleito vice de Eduardo Campos, em 2007, ele coordenou áreas-chave como Segurança e Educação, se destacando como secretário de Saúde por 22 meses, entre 2008 e 2010, dedicando-se à regionalização das ações da pasta, uma das mais complexas e estratégicas do governo (congregando 29 hospitais e mais de 27 mil servidores).

João Lyra foi responsável por fazer um amplo diagnóstico do SUS no Estado, iniciando o processo de construção de três novos hospitais metropolitanos e do Hospital Regional do Agreste, criando também as bases para unidades de atendimento descentralizado, as famosas UPAs, desenvolvidas após visitas a estados como São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Por iniciativa do vice-governador, foi implantado um novo modelo gerencial nas seis maiores emergências de Pernambuco, profissionalizando a gestão das unidades.

Casado com Leila, João Lyra Neto é pai de Nara, Paula e Raquel – esta última seguiu a tradição familiar e é, atualmente, deputada estadual, devendo articular alianças para o novo governo dentro da Assembleia Legislativa de Pernambuco. (Fonte/foto: JC Online)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome