Festejos em homenagem aos padroeiros do Alagadiço, em Juazeiro, prosseguem até a próxima terça

0

A comunidade católica da Paróquia do Cosminho, no Bairro Alagadiço em Juazeiro, está vivenciado desde o último domingo (17) momentos festivos em homenagem aos seus padroeiros, São Cosme e São Damião. As novenas prosseguem até a próxima segunda-feira (25). Na terça (26), data em que a Igreja católica celebra os santos mártires, a Paróquia realizará uma procissão com missa solene, encerrando os festejos.

Segundo o pároco, Padre José Felipe Pulpayil, a novena está sendo um momento de renovação. “A igreja está ficando lotada todos os dias. Após a celebração temos também quermesse com música e confraternização no salão da igreja“, disse.

O tema da festa esse ano é “Seja positivo, como Maria no Magnificat e os santos Cosme e Damião no seguimento de Cristo”. De acordo com o religioso – que também tem experiência em atender as pessoas como psicólogo – a sociedade vive hoje marcada pela negatividade. “A primeira positividade vem quando colocamos Deus no centro da nossa vida. A fé nos dá esperança e nos ajuda a olhar o mundo com outros olhos“, disse. O restante da programação é o seguinte:

24/09 – Domingo – Padre João Borges;
25/09 – Segunda-feira – Padre Josemar Mota;
26/09 – Terça-feira – Dom Beto Breis (bispo diocesano).

Os santos

Os santos Cosme e Damião (século II) foram irmãos gêmeos, médicos de profissão. Segundo a tradição católica, viveram na Ásia Menor (atual Síria) e desde jovens eram habilidosos médicos. Convertidos ao cristianismo, passaram a ser também missionários. Unindo a ciência com a confiança no poder da oração levavam a muitos à saúde do corpo e da alma.

Durante a perseguição do imperador Diocleciano aos cristãos, no ano 300 d.C., foram presos, pois eram considerados inimigos dos deuses pagãos cultuados por Roma. Diante da insistência quanto à adoração aos deuses, responderam: “Teus deuses não têm poder algum, nós adoramos o Criador do céu e da terra!”. Jamais abandonaram a fé e foram decapitados em 303. São considerados padroeiros dos farmacêuticos, dos médicos e das faculdades de medicina. (Foto/divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome