Fernando Filho recebe prêmio da Associação dos Distribuidores de Energia Elétrica

por Carlos Britto // 29 de junho de 2017 às 09:00

O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, recebeu nesta quarta-feira (28) em Brasília (DF) o prêmio de destaque do ano na área pública, concedido pela Associação Brasileira dos Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee). A comenda foi entregue ao ministro pelo presidente da Abradee, Nelson Fonseca Leite, numa cerimônia que reuniu os principais empresários privados e gestores públicos do Brasil. A premiação existe há 17 anos e a grande referência para o setor.

“Quero dividir este prêmio com todas as pessoas que fazem o Ministério de Minas e Energia. É o resultado de um trabalho coletivo, que reuniu esforços de uma grande equipe, que vem se dedicando diariamente para recuperar a confiança dos investidores, para que tenhamos novos empreendimentos e possamos gerar cada vez mais empregos e renda”, afirmou o ministro.

Fernando Coelho Filho é o mais jovem ministro do atual governo e está no cargo há pouco mais de um ano. Ao assumir, ele afirmou que iria retomar o diálogo com o mercado, garantindo estabilidade para as políticas públicas. “É fundamental que tenhamos regras e que elas sejam cumpridas. Nosso caminho vai ser o de continuar conversando e trabalhando de forma clara e transparente”, definiu. (Foto/divulgação)

Fernando Filho recebe prêmio da Associação dos Distribuidores de Energia Elétrica

  1. Cego às avessas disse:

    Mas também num setor altamente controlado pelo governo, infestado de estatais, e os poucos operadores privados que existem operando sob reserva de mercado, não poderia se esperar outra coisa senão a bajulação de empresários loucos por uma teta. Só não poderia ser pior que os dirigentes petistas, que, com aquela sandice de tarifa social, quase arruinaram o sistema elétrico do país e a tarifa de energia subiu feito rojão no longo prazo. Só mesmo na republiqueta das bananas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *