Fernando Filho alfineta adversários: “Petrolina precisa ser levada a sério”

13

fernando-filho

O ministro das Minas e Energia, Fernando Filho, esteve em Petrolina neste final de semana reforçando a campanha majoritária do irmão dele, Miguel Coelho (PSB). Em entrevista à imprensa, no último sábado (17), ele descartou o risco de racionamento de energia devido ao atual cenário do Lago de Sobradinho.

Fernando Filho também comentou questões ligadas à política local. Às vésperas dos 121 anos de Petrolina, nesta quarta-feira (21), o ministro afirmou que a cidade “precisa ser levada a sério” e lamentou o baixo nível da campanha feita pelos adversários.

Confiram os principais trechos da entrevista:

Fornecimento de energia

Do ponto de vista do abastecimento de energia, de sofrer racionamento ou apagão, não é preocupante. Nós não vamos ter esse tipo de problema. Está garantido o fornecimento de energia elétrica para o Nordeste brasileiro, independente da situação do Lago de Sobradinho. Mas é preocupante do ponto de vista da regularidade da vazão.

Interligação de bacias

O deputado Gonzaga Patriota esteve comigo, me levou essa ideia. Eu pedi para os técnicos do Ministério estudar essa alternativa. O presidente Michel Temer lançou agora o ‘Novo Chico’, que é um programa de revitalização de toda essa região. Inclusive o Ministério de Minas de Energia está apresentando uma proposta para esse comitê, de como financiar medidas de revitalização, de matas ciliares e uma série de outras alternativas para poder ajudar o Rio São Francisco. Eu não tenho detalhes mais profundos do projeto de Gonzaga Patriota. Eu sei que basicamente que é uma transposição do Rio Tocantins para o São Francisco, mas primeiro vamos concluir a transposição do Rio São Francisco, que já está perto de ser concluída, para aí pensarmos numa outra alternativa.

Aniversário de Petrolina

Acho que dá para comemorar. Petrolina é uma cidade que cresce, feita por muitas pessoas que trabalham, que ajudam Petrolina a se desenvolver. Evidentemente que a gente gostaria a cidade crescendo de forma ainda mais rápida. Mas eu acredito, sim, que é o momento de todos fazermos uma reflexão do momento que Petrolina vive, de como nós chegamos até aqui, o que nós queremos para o futuro da nossa cidade. Petrolina mais uma vez tem um filho seu como ministro de Estado, voltou a ter senador, tem deputados federais, estaduais para poder fazer o que Petrolina sempre soube fazer muito bem, que é usar a força política em favor dela para isso possa se transformar em investimentos, em empregos, em obras de infraestrutura.

Ressalvas

Acho que está faltando mais compromisso, mais seriedade, mais respeito com a história das pessoas, postura. Acho que está faltando acima de tudo levar nossa cidade a sério. Petrolina não é uma brincadeira. Petrolina não é reduzir os outros que ajudaram a construí-la. Enfim, um baixo nível de debate que a cidade nunca teve. Petrolina se transformou grande e se diferenciou porque ela sempre soube valorizar suas disputas para que as disputas fossem realizadas em favor dela, e não contra a biografia de quem quer que seja. Petrolina sempre soube escolher bem seus representantes, e tenho muita convicção que, voltando esse respeito, não só pelas pessoas, mas principalmente pela cidade, quem vai ganhar é Petrolina.

Pós-impeachment

Os bancos, os especialistas já começam a dizer que no ano que vem vamos ter crescimento positivo de mais de 1%. Acho que é um movimento de volta da retomada, e isso é importante porque, com a retomada da economia, voltam os empregos e volta a gerar o que a gente precisa para superar essa marca que é triste para gente, que hoje são mais de 12 milhões de desempregados (…) Eu, particularmente, respeito muito o contraditório. Acho que mesmo passado o processo de impeachment, estamos no meio de um processo eleitoral, e um processo eleitoral sempre acirra muito os ânimos de todos que estão fazendo parte dele, e é natural que isso possa se estender até o final do processo eleitoral. E eu quero crer que, passadas as eleições de outubro próximo, a gente vá voltar a ter um clima de mais tranquilidade, de paz política, enfim, para ajudar o país a retomar o crescimento.

Nível da campanha

Eu fico, primeiramente, triste, porque eu acho que na campanha política não vale mais aquela máxima de que vale tudo. Acho que a campanha política é um espaço para as pessoas puderem expor suas ideias, expor seu plano de governo, o que cada um fez, o que cada um quer fazer. Evidentemente que a crítica é sempre bem-vinda, mas você tem um limite do que pode fazer. Na última eleição eu fui candidato a prefeito e a gente viu aqui uma campanha muito baixa, jogando a biografia das pessoas na lata do lixo. Uma campanha de promessas que não se confirmaram. Digo isso porque fui candidato e vi o que foi prometido. Prometeram shopping center, prometeram call center, duplicação de avenidas, VLT, e essas coisas não se confirmaram na nossa cidade. Eu acho que a população está um pouco vacinada quanto a esse tipo de prática. De nossa parte estou tendo muito cuidado. Petrolina toda sabe que nós temos um candidato (a prefeito) do meu partido, do nosso grupo, mas de poder separar o papel de ministro com o papel de político. O que posso garantir à população de Petrolina é que, de nossa parte, vai ser uma campanha 100% propositiva, falando para a cidade, para aqueles que querem ver Petrolina voltar a retomar seu ritmo de crescimento.

13 COMENTÁRIOS

  1. Todos os políticos de Petrolina são muito bom neste tempo de campanha depois que passa a Deus Petrolina, a Deus população. Responsabilidade zero, eu naturalmente na minha nunca vou nem um debate porque só para ouvir mentiras.

  2. Se arrependimento matasse, eu já estaria morta, votei duasvezes nesse prefeito qque aíeestá e não cumpriu nem a metade das suas promessas e quer enfiar goela abaixo esse Edinaldo que todos sabem que não ganha. Antes tivesse votado em Fernando filho, fui por simpatia como a maioria das pessoas e toda minha vizinhança se arrependeu muito pq ele nadafez no mmeu bairro, a não ser umanova ssemente, vejo a daqui do meu bairro o quanto as pessoas que lá trabalham se matamppara fazerem bingo, feijoada… pq senão fecha, é um absurdo, até as sementeiras vãovotar em Miguel ppara nãoterem qque passar por todo esse constrangimento. A campanha já está chegando ao fim e esse prefeito não aprende, faça uma campanha bonita sr prefeito, mostre oqque o sr feznesses 88 anos, há esqueci, não tem muito o que mostrar por isso essa onda de ataques. Esse ano só vai dá 40!

  3. TEM QUE MUDAR POIS O QUE ESTÁ AI NÃO DÁ MESMO, VAMOS COLOCAR FORÇA POLITICA E GENTE COMPROMETIDA COM A CIDADE E COM O POVO, PETROLINA NÃO PODE SER VENDIDADE E JOGADA AS COBRAS.

  4. Amigo ferson e futuro vereador de Petrolina, esse ano que se realiza a política em nossa cidade de Petrolina, não deu pra nós trabalharmos juntos essa eleição, ou porque só consegui lhe ver por duas vezes de agosto até agora em setembro, sendo muito breve os encontros, também VC já tem uma equipe formada que tá levando sua campanha vamos a luta, e eu tenha ficado um pouco esquecido, mais política é assim, se faz com o que tem e cai nas graças do povo, e assume compromisso com o povo aonde se possa cumprir cada palavra que dar ao povo de Petrolina, sei que estando na câmara de vereadores, VC nos representará com a lei que regi o vereador, fiscalizar e legislar a risca os gastos de nossa cidade, sem importar quem seja o prefeito do seu partido ou não, gostei muito de ter trabalhado na outra campanha pra vc , essa deixou a desejar em alguns pontos

  5. Concordo com as palavras do ministro. Petrolina sempre foi uma cidade que crescia anualmente nos índices, mas a 8 anos está parada, a cidade e o atual governo se resumiu em Nova semente (por sinal um excelente projeto) mas a nova semente precisa de uma repaginada, precisa de uma qualificação maior nos funcionários, treinamento, exigência de formação profissional e etc. Poderia dizer que se resumiu ao minha casa minha vida, mas esse projeto é do governo federal e a prefeitura só faz o repasse, ou seja, Petrolina parou no tempo. Já referente a esse política, eu como cidadã Petrolinense me envergonho do nível que chegou, ao ínves de expor suas propostas tem um candidato que resume sua campanha á atacar o outro candidato. Até o prefeito resumiu seus últimos meses na gestão para tentar emplacar seu candidato e á atacar o outro com baixarias (rídiculo). Eu espero que o povo Petrolinense acorde, veja a realidade da nossa cidade e não pense no índividual, que não caia mais nas promesssas de quem está a 8 anos só prometendo e não cumprindo, e saiba votar certo no dia 02 de Outubro, pq as consequências de 4 anos atrás esta aí, se tivessem votado certo a nossa cidade estaria vivendo outro momento e o caos não seria tão grande como no atual momento.

  6. Sempre soube que Fernando Filho nasceu em Recife e por lá cresceu. Basta pedir para ele falar as palavras “nascer” e “dois” que não ficará dúvida sobre a origem social do Ministro. Você escutará “naiscer” e “doxs” ou algo parecido.

  7. Espero que nós Petrolinense, Acerte desta vez porque está faltando muita saúde, educação, segurança, saneamento básico!!! fazendo só isso nossa cidade é uma cidade de progresso e respeito, mais só em época de política que temos tudo!!! de promessa quem vive é santo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome