Fenagri 2014 encerra programação com balanço positivo

2

Rodada de NegóciosUma rodada de negócios que movimentou R$ 40 milhões, atraiu aproximadamente 50 mil pessoas e apresentou resultados extremamente positivos de uma programação científica que difundiu conhecimentos e tecnologias inovadoras. Este foi o saldo da 25ª edição da Feira Nacional da Agricultura Irrigada  (Fenagri 2014), encerrada no último sábado (31/5) .

A coordenação do evento, que aconteceu no Centro de Convenções Senador Nilo Coelho, começando na última quarta-feira (28/5), destacou inicialmente o movimento turístico, que ocupou toda rede hoteleira das cidades de Petrolina e Juazeiro (BA).

Segundo o coordenador e secretário municipal de Ciência e Tecnologia, Newton Matsumoto, o evento realizado pela prefeitura municipal, Sindicato Rural de Petrolina e a Câmara de Fruticultura de Petrolina, colocou na pauta do dia o tema, a introdução de culturas de clima temperado no Semiárido, que foi discutido por mais de 310 pessoas, entre pesquisadores, produtores e estudantes, durante o seminário promovido pela Embrapa.

E no sábado uma mesa-redonda com instituições de pesquisa, cooperativas e produtores de diferentes regiões do país, debateu a viabilidade de cultivar algodão no Vale do Submédio São Francisco. De acordo com a coordenadora da mesa, a fisiologista Ana Rita, a região tem várias potencialidades para diferentes nichos de mercado, a exemplo do algodão orgânico, de fibra longa e do algodão colorido.“O nosso algodão de fibra longa tem potencial para estar entre os melhores do mundo, inclusive países como o Japão e a Austrália já importam produtos feitos com o algodão colorido produzido no Nordeste”, adiantou Ana Rita.

Conseguimos realizar nossos objetivos iniciais tendo como foco principal os novos investimentos agrícolas. A diversificação das atividades ligadas a agricultura irrigada e a geração de alternativas econômicas inovadoras, tanto marcaram o espaço que destinamos para a agricultura familiar, quanto o agronegócio, que atraiu para a rodada de negócios – organizada pelo Sebrae – PE, 14 grandes empresas compradoras de frutas do país e sete empresas âncoras de países como Espanha, EUA, Rússia, Canadá e Alemanha”, avaliou Newton Matsumoto. (Fonte/ foto: CLAS Comunicação)

2 COMENTÁRIOS

  1. Seria interessante que fossem mostrados estes resultados, pois até hoje nunca vi nada sendo comercializado pela FENAGRI, a mesma esta fadada ao fracasso caso não seja renovada e a mesma tenha um foco na região e em seus potenciais, pois por exemplo Pitaia, Româ. pera, Maçã e Figo, este ultimo por exemplo, tinha 1ha plantado e arranquei pois não há comprador. Quem realmente ganha com a FENAGRI é um seleto e pequeno grupo, porém pelo que vimos na ultima edição. que cada ano a mesma encolhe, este grupo vai acabar sem R$$$$. É lamentável, mais ainda da tempo de mudar. Se o que falo não for verdade, apresentem as transações. Ta lançado o desafio!

  2. Mentirosos !! 40 milhoes estao nos tratando como imbecis , rodada de negocio uma farça , concordo plenamente com o comentario de José Alberto!! Nelbe acessoria o tempo todo mamando , palestrantes ridiculos , nao apareceu ninguem que tivesse importancia para atividade até as garotas de programa figurinhas sempre presente na feira estavao reclamando haviam feito bons negocios na venda de seu produto!! tenha santa paciencia !!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

doze − três =