FBC alfineta Paulo Câmara: “Situação da malha rodoviária de Pernambuco é o atestado da incompetência”

3
Foto: divulgação

Líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) reforçou as críticas à situação das estradas estaduais, em especial da BR-232, no Agreste de Pernambuco. Durante visita ao município de Gravatá nesta terça-feira (26), o senador afirmou que trabalhará junto ao governo federal para viabilizar a manutenção da estrada. E acrescentou que a precária situação da malha rodoviária de Pernambuco é o atestado da incompetência do governo estadual.

“É lamentável, lastimável o estado das estradas estaduais. Isso é o atestado da incompetência do governo do Estado, da falência do governo do Estado em relação à nossa malha viária”, disse FBC. “Estou indignado. Vou falar com o presidente Bolsonaro e com o ministro Tarcísio de Freitas para que a gente encontre uma solução, queira o Estado ou não. O que não pode é continuar desse jeito. Nós estamos puxando Pernambuco para baixo com a situação em que se encontra a BR-232. Vou transformar isso numa luta minha para a gente encontrar uma solução por concessão ou por devolução da estrada para o governo federal.”

Em Gravatá, Fernando Bezerra teve encontro com o prefeito Joaquim Neto (PSDB/foto), que concorre a um segundo mandato. Em entrevista à imprensa local, FBC reiterou o apoio ao prefeito. “Tenho acompanhado o trabalho de Joaquim Neto, sempre buscando parcerias junto ao governo federal para a viabilização dos projetos de interesse desse importante município. A sua reeleição é fundamental para um novo ciclo na política do Estado a partir das eleições municipais.”

O deputado federal Fernando Filho (DEM) e o deputado estadual Antonio Coelho (DEM) acompanharam a agenda em Gravatá.

3 COMENTÁRIOS

  1. Atestado de incompetência mesmo as rodovias intransitáveis a exemplo da PE -555 que liga Lagoa Grande a Parnamerim Pe. Senhor governador nessa região mora gente simples , alguns até sem leitura mas tem honestidade e sabe votar no canditado que ele acha merecedor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome