Farinha de manga é alternativa barata e sustentável para alimentação de peixes, defende estudante petrolinense

por Carlos Britto // 08 de novembro de 2012 às 19:28

A farinha feita da manga como fonte de alimentação de peixes é um dos trabalhos científicos que fazem parte do 3° Simpósio Internacional da Aquicultura e Pesca (Siap), realizado até esta sexta-feira (9) em Salvador (BA). Quem defende a tese é o estudante do nono e último período do curso de Zootecnia da Universidade Federal do vale do São Francisco (Univasf), Anderson Miranda de Souza.

Segundo ele, a variedade de ingredientes potenciais para o uso na alimentação dos peixes é muito grande. Um deles é a farinha de manga, bem mais barata comercialmente que a ração de milho.

Anderson explica que o Vale do São Francisco propicia a viabilidade da farinha de manga devido ao seu estatus de grande exportador, já que produz a fruta em larga escala. Como a manga é altamente perecível, uma boa parte do que não é aproveitada para consumo humano pode acabar se transformando em alimento para peixes.

As mangas utilizadas nesse processo são adquiridas do perímetro de irrigação Senador Nilo Coelho. A elaboração da farinha passa por algumas etapas, mas o estudante garante que o processo é relativamente fácil. As frutas são lavadas, despolpadas, têm o caroço arrancado e, por último, são cortadas em pequenos pedaços. Posteriormente, levadas à estufa de ventilação forçada a 55°C por 72 horas. Em seguida são trituradas e armazenadas em freezer a uma temperatura de -18°C.

Os resultados obtidos são bastantes satisfatórios, algumas espécies apresentaram resultados melhores do que outras. Tudo dependerá do hábito alimentar do peixe”, conta. Um dos desempenhos mais satisfatórios foi obtido pela espécie Piau, que foi adicionado em até 77% de farinha de manga em substituição ao milho. “Na Tilápia e tambaqui já conseguimos adicionar 33% de farinha de manga em substituição ao milho, sem prejudicar nenhum aspecto fisiológico, anatômico e de bem estar animal. Nos Pacamãs (espécie endêmica do rio São Francisco) conseguimos adicionar 15% de farinha como fonte de carboidrato e diminuir 6% da proteína bruta da ração, que é o componente mais caro”, informa.

Alerta

A partir dos seus estudos científicos, Anderson aproveita para fazer um alerta a empresas de rações, aos produtores de manga e piscicultores. “Há novas formas de agregarmos valor ao produto e minimizarmos os custos de produção de maneira eficiente e sustentável”, argumenta. Atualmente Anderson passa por um estágio supervisionado obrigatório no Laboratório de Nutrição de Peixes (LABNUT) da Universidade Federal de Viçosa (MG).

Farinha de manga é alternativa barata e sustentável para alimentação de peixes, defende estudante petrolinense

  1. Marcelo Gama disse:

    Parabéns Anderson!!
    A busca pelo conhecimento é muito importante para todo estudante e principalmente para um acadêmico e você está de parabéns por ter tido a ousadia de sair de Petrolina (UNIVASF) e ter levado em sua bagagem esse projeto para Universidade Federal de Viçosa, esta que é considerada uma das melhores do Brasil no curso de Zootecnia.

  2. Paloma Nunes disse:

    Parabéns!!! Todo esse projeto com certeza renderá bons frutos, o progresso de qualquer coisa está dentro de cada um de nós, e para que haja progresso precisamos de: iniciativa, para apresentarmos nossas ideias,precisamos de ideias inovadoras como essa, que busquem o desenvolvimento sustentável. PARABÉNS PELO TRABALHO !!!!

  3. Iolanda disse:

    Este é o tripé que rege uma universidade: Ensino, pesquisa, e extensão.

    A educação, o conhecimento, é uma ‘arma’ poderosíssima para a transformação do homem. Trabalho como o seu, só vem contribuir com o desenvolvimento social e econômico do país.

    O ser humano é inacabável no processo de evolução. Essa busca pela transformação social, a partir do individual, possibilita que o aluno seja também responsável pelo seu processo de aprendizagem. Parabéns, Anderson!!

  4. maura lucia disse:

    parabens !
    adorei a ideia vou começar a experiencia de produção da farinha de forma caseira pois estou buscando geito de economizar no trato das tilapias q quero criar obrigado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Últimos Comentários

  1. Srs leitores e, redatores deste conceituado meio de comunicação. Aproveitando para parabenizar, pela matéria postada, pois, é história e é…