Família de mototaxista assassinado em 2018 clama por justiça

por Carlos Britto // 17 de setembro de 2021 às 14:30

Alan Kardec Magalhães era mototaxista em Juazeiro. (Foto: Reprodução/Facebook)

Familiares do mototaxista Alan Kardec Magalhães, assassinado a tiros aos 32 anos, em maio de 2018, no Mercado do Produtor, em Juazeiro (BA), clama para a justiça seja feita e o autor do crime, punido. Segundo a família, o Ministério Público de Juazeiro declarou o acusado culpado, mas ele recorreu da decisão e o caso foi encaminhado para Salvador.

“A gente só quer que a justiça seja feita e ele pague pelo que fez. Ele precisa ir a juri e ser julgado pelo crime que cometeu”, disse a esposa de Alan. Ainda em 2018 familiares e amigos do mototaxista fizeram manifestações pela cidade, a fim de que a justiça acelerasse o processo nas investigações do suspeito, que também era mototaxista e trabalhava no mesmo ponto que a vítima. O crime teria sido motivado por uma discussão por um passageiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *