Falta de educação incomoda frequentadores do cinema no River Shopping

22

1173815_10203112057903524_1655828558_nA falta de educação cada vez mais acentuada nas salas de cinema do River Shopping, em Petrolina, chama atenção e incomoda os frequentadores. As queixas são de comentários inoportunos, baderna, conversas ao celular, entre outros. Mas, nada parece incomodar mais que o hábito desagradável de colocar os pés na poltrona da frente.

Além de representar um desrespeito ao local público, a atitude também é uma clara demonstração da falta de educação de alguns frequentadores.

 

22 COMENTÁRIOS

  1. Eu estava 2 feira no cinema das 18.40 e , infelizmente, presenciei essa horripilante cena. Precisamos educar mais essa nova geração impondo limites. Rezo pra que ainda dê tempo de salvar esses jóvens.

  2. Já passei por esta situação de ter que aguentar o chulé de um adolescente mal-educado neste mesmo cinema, infelizmente o cinema deveria contratar um fiscal de postura, é triste pois Petrolina como sendo um cidade até certo ponto desenvolvida mas com um população totalmente mal-educada (digo uma grande parte – 90% os outros 10% vieram de outras cidades) que não tem coragem nem de falar um “Bom Dia”, “Boa Tarde” e “Boa Noite”, palavrinhas básicas para a boa educação, já do outro lado da ponte a cidade pode não ser nada desenvolvida mas não existem tantos mal-educados. Ter a personalidade fechada ou o famoso Sisudo não quer dizer que deve-se faltar com os princípios básicos da educação.

    • O Fernando diz que 90% da população de Petrolina é mal-educada. Os 10% educados é porque são naturais de outras cidades. Você confirma Fernando, que 100% dos nativos de Petrolina é mal-educado? ou eu interpretei errado?

      • Caro José Francisco, perdoe minhas palavras mas no final das contas errei nos cálculos 99,7% a 99,9% do nativos de Petrolina são sim mal-educados, espero que a situação mude e a população se desenvolva no rítmo da infra-estutura e economia da mesma cidade.

    • Fernando, a população nativa de Petrolina hoje está bem reduzida, acredito que mais de 90% da população petrolinense seja de outras cidades.
      Questão de educação se começa em casa, está faltando pais educadores e sobrando pais desatenciosos de sua missão.

  3. Estava em uma sessâo e uma garota começou a falar no celular em pleno filme. Pedi que se ela quisesse falar ela saísse; a mesma falou que os incomodados que se retirassem; muito desaforo. Disse uns bons desaforos a essa sem educação doméstica, aí ela se incomodou e saiu para minha alegria.

  4. Já era tempo de algum meio de comunicação chamar atenção para esse tema, os “usuários” do Cinema tem que entender que não estão em casa, que o espaço é público e se é público é de uso coletivo por isso deve-se prezar pelos bons modos. Vovó já dizia que costume de casa se leva a praça, então caros frequentadores do cine river shopping tenham mais modos. Mas quero chamar a atenção para outro fato, engraçadinhos ficam ligando lanterna, falando palavrões e dando gargalhadas para chamar a atenção, um amigo meu quis insinuar que isso só ocorre nos dias do ingresso promocional, não quero acreditar nisso, então fica a dica aos frequentadores do cinema, mais educação e lugar de palhaço é no circo!

  5. Cheguei em uma sessão recentemente e me deparei com uma fileira inteira ocupada por camisetas, bolsas, lanches nas cadeiras e um rapaz com sotaque, me disse que “os donos das cadeiras ainda não tinham entrado” Ou seja: Eu teria que procurar outro lugar, pois aquelas cadeiras mais bem localizadas estavam ocupadas por objetos esperando os coleguinhas dele. Ao começo da sessão, cada cena do filme era motivo de gritarias, palavrões, algazarra, não digo que esses idiotas se sentiam em casa pois sei que seus pais os mandariam calar a boca se agissem em suas casa daquela forma. Bom a direção do cinema e do shopping abrirem os olhos, pois muitos, como eu, estão deixando de frequentar as sessões por conta desses filhinhos de papai irresponsáveis e egoístas, que acham que a sessão é exclusiva deles.

  6. Já presenciei uma situação semelhante nesse mesmo shopping em Petrolina-Pe, é incrível ver que pessoas, em grupo/tribos vão para o cinema, para badernar, gritar, ficar chutando a poltrona da frente entre outras coisas horríveis que acontecem. Na maioria das Vezes são adolescentes faixa etária de 16 á 23 anos*. RIDÍCULO

  7. Bom dia a todos ..!!! cheguei a Petrolina, no início dos anos 60 e de lá para cá acompanhei o crescimento economico do municipio por meio dos diversos segmentos da economia, agronegócio de frutas, caprinoovinocultura, comércio e indústria, esse último nem tanto.
    Pois bem, vieram obras estruturantes, vieram pessoas de outras regiões, colégios, faculdades, os Ss, vierem prédios e condominios caros e carros de luxo, e nessa esteira da busca pelo lucro o shopping center como meca do poder de consumir.
    Como hoje é mais importante a ‘imagem’ do que a essencia, fica mais cômodo ir pelo caminho mais fácil, ou seja demonstrar seu padrão de vida pela imagem despojada e relaxada de por os pés desçalcos na potrona da frente, esquecendo o jovem dos limites dele e dos outros em locais públicos. Talvez o perfil sisudo da população não seja a causa para a falta de educação, isso é um sintoma que crescemos mas não desenvolvemos. Seria o mesmo que afirmar que somos indolentes e preguiososos em relação as pessoas de outras regiões do país.
    E isso que está aí registrado é o retrato da nossa classe média burguesa que teima em se destacar pelas fanfarras de seus filhos.
    Sinto que quando preciso ir ao shopping, as vezes calçando um par de sandálias, os olhares dos “arrumadinhos” teimam em me falar que não estou defidamente paramentado para estar naquele local. Minha opinião é que ainda vamos levar um bom tempo para aprendermos a respeitar os limites e direitos dos outros.
    E no transito?? bem depois a gente fala.
    Abraço a todos e mais uma vez Bom Dia…..kkkkkk

  8. Além desse fato o blog poderia fazer uma reportagem sobre os banheiros do River Shopping, se é que podemos chamar aquilo de banheiro. Entra no banheiro da família com seu filho ou sua filha no sábado pra ver o caos a sujeira e o mal cheiro que fica. Isso em um banheiro dedicado a crianças. Imagina os banheiros dos adultos.

  9. ESTAMOS COLHENDO OS FRUTOS QUE PLANTAMOS……………….O PIOR ESTÁ POR VIR,QUANDO ELES FOREM PAÍS E NÓS AVÔS…………Ô NETINHO LINDO!!!!CALA BOCA VELHO BABACA.

  10. É uma falta de educação generalizada, estacionamentos preferenciais sempre ocupados por veículos sem a devida permissão e, no caso do cinema o caso é lamentável, ao terminar a cessão a sala está um verdadeiro chiqueiro, as pessoas não respeitam o silêncio, ficam conversando, fazendo baderna, a todo o momento fazem uso de celulares que atrapalham a iluminação da sala etc., etc., necessitamos voltar no tempo e colocar fiscais dentro das salas para coibires estas atitudes que demonstram uma verdadeira selvageria, não sei se são os filhos de Petrolina ou não porém estamos vendo uma população extremamente MAU EDUCADA.

  11. Fui ao cinema hoje e tinha engraçadinhos lá narrando o filme e fazendo baderna. Se a Orientcinemas não tomar providências, já não vai mais valer a pena ir ao cinema em Petrolina!

  12. Eu gosto de cinema mas não vou há algum tempo por causa desses metidinhos. Só vou se o filme realmente valer a pena. Infelizmente hoje a geração mais nova é punida pelos pais com smartphones e mesada para ir ao cinema. No meu tempo era punida a chinelada e castigo. A maioria não dá nem a metade do meu tamanho, mas, infelizmente, não posso dar uns cascudos ou puxar suas orelhas até a saída do cinema, senão seria denunciado por agressão. Antigamente, se alguém fizesse isso, os pais pediam desculpas e os filhos tomavam mais uma surra pra aprenderem a ter educação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome