Estudo mostra liderança do PMDB no conjunto das prefeituras baianas

0

partir do dia 1º de 2009, nove partidos políticos irão representar aproximadamente 93% da população da Bahia, estimada em aproximadamente 13 milhões de pessoas. O partido com maior número de prefeituras será o PMDB, com 107 municípios, inclusive a capital, alcançando 25,6% do total dos 417 municípios. O PMDB irá representar a maior soma de contingente populacional e de Produto Interno Bruto (PIB) baiano.

O segundo lugar nas disputas eleitorais ficou com o PT, que irá assumir 60 prefeituras (aproximadamente 14,8% dos municípios). O Partido dos Trabalhadores ficou também em segundo lugar no ranking da soma do contingente populacional, irá governar 13,9% da população baiana, ou seja, 1.820.507 pessoas, e responde por 25,7% do PIB do Estado, uma soma de aproximadamente R$ 24 bilhões, atrás apenas do PMDB.

Esse panorama é apresentado pelo Núcleo de Conjuntura da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia da Secretaria do Planejamento (Seplan), com base num estudo que relaciona a nova composição partidária das prefeituras a indicadores sociais, econômicos, de finanças e de população.

Neste mandato que se inicia, o PMDB, presente em cerca de ¼ dos municípios baianos, irá representar 33,3% do total da população do estado (4.358.318 pessoas) e 34,3% do PIB (R$ 30 bi), sendo Salvador preponderante para esse resultado.

Apesar de ganhar a prefeitura da capital e ter o maior destaque global, quando analisados somente os 20 maiores municípios pelas óticas do PIB e da população, o PMDB não fica no topo da lista.
O partido que detém o maior número de prefeituras entre as vinte maiores é o DEM, com Feira de Santana, Paulo Afonso, Itabuna e Santo Antonio de Jesus, seguido pelo PT (Lauro de Freitas, Vitória da Conquista e Camaçari) e PSDB (Alagoinhas, Teixeira de Freitas e Simões Filho).
Em terceiro lugar, o PR tem 44 prefeituras (10,5%), mas fica na quarta posição na representação populacional (1.133.044 pessoas, isto é, 8,7% da população total), e aparece em quinto colocado em relação à soma das riquezas, com 6,1% do PIB (R$ 5,6 bi), impulsionado, sobretudo, por Luiz Eduardo Magalhães e Barreiras.
Logo em seguida, o quarto colocado é o DEM, que logrou sucesso em 41 municípios (9,8%). Em grande parte por conta da participação de Feira de Santana, Itabuna e Paulo Afonso, o partido é o terceiro em população (12,9%, ou seja, 1.652.751 pessoas) e em participação no PIB, com 11,8%, o equivalente a R$ 10 bi.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome