Esgoto estourado no Bodódromo aborrece moradores da Areia Branca

por Carlos Britto // 09 de maio de 2009 às 11:27

imagem-037

imagem-039Bodódromo, bairro da Areia Branca, ontem à noite. O esgoto a céu aberto vem se tornando uma cena rotineira. Talvez não para a maioria dos frequentadores do complexo turístico. Mas a vizinhança da área já não suporta mais o problema.

O esgoto estourado não é de hoje. Vem desde a construção do Bodódromo em 2000 (na gestão do ex-prefeito Guilherme Coelho). A denúncia já foi veiculada em todos os meios de comunicação, mas até agora o problema persiste.

O pior, segundo moradores da vizinhança, é que tem dono de restaurante que colabora com o problema, ao retirar os resíduos da caixa de gordura e colocá-los na rede de esgoto, entupindo a tubulação. Para completar, o lixo que não é retirado pela limpeza pública municipal completa o quadro. 

A pergunta que fica é a seguinte: até quando alguém vai perceber que o Bodódromo é um ponto turístico conhecido de Petrolina e que isso pode macular sua imagem?        

Esgoto estourado no Bodódromo aborrece moradores da Areia Branca

  1. Paulo Robério disse:

    Cadê a ARMUP? O ouvidor , o técnico, o presidente? Não há mais ninguém da Agência andando nos bairros, fiscalizando, fotografando, registrando as ocorrências, emitindo relatórios e cobrando ações da Compesa!

    VELHOS TEMPOS, BELOS DIAS!

  2. Terremoto disse:

    Foi inaugurado na gestão Guilherme, passou por Fernando e Odacy e pelo jeito vai ad infinitum !!!!! os donos dos restaurantes , ostentam carrões – sinal que o negócio vai bem, graças a Deus – agora não investem 1 centavo para trocar as manilhas , cheias de gorduras e resto de comidas , provenientes dos seus estabelecimentos. Sei que não é obrigação direta deles, mas também não deixa de ser ! Pergunta boba : onde eles jogam o resto de óleo das frituras ? Apenas um litro de óleo , contamina 10000 litros de água do Rio São Francisco !!!! E a promotoria que sabe disso tem feito o quê nesses 10 anos de Bodódromo ? NADA!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *