Escola de Afogados da Ingazeira é finalista do prêmio nacional ‘Curta Histórias’

0

os três alunos e uma professoraA Escola Pública Municipal Francisca Lira, de Afogados da Ingazeira, Sertão do Pajeú, é uma das cinco finalistas do prêmio nacional ‘Curta Histórias’, promovido pelo Ministério da Educação e patrocinado pela Unesco, Telefônica, Vivo, Vale do Rio Doce e Fundação Palmares. O estabelecimento de ensino é o único finalista do Norte/Nordeste concorrendo com escolas públicas de São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

Em sua segunda edição, o prêmio tem por objetivo originar ações que promovam a diversidade étnico-racial brasileira com alunos de escolas públicas de todo o Brasil. O tema deste ano é ‘Personalidades Negras’.

A Escola Municipal Francisca Lira foi selecionada com o vídeo “A educação é a arma mais poderosa”, com 1minuto e 11 segundos, produzido pelos alunos Antônio Fernando de Alcântara, José Luiz da Silva e Paulo José da Silva, da turma de Educação de Jovens e Adultos (EJA), sob a coordenação das professoras Seriza Janaína, Delma e Ana Lúcia. “Esse é um reconhecimento nacional do nosso trabalho. Uma demonstração de que estamos no caminho certo, trabalhando muito para garantir uma educação pública de qualidade para a nossa população“, declarou a secretária de Educação de Afogados da Ingazeira, Veratânia Morais.

Cada categoria premiará dois vídeos, um pelo júri popular e outro pela comissão julgadora. A premiação será feita em Brasília, no próximo dia 28 de Maio. Os vencedores serão anunciados pelo site www.curtahistorias.mec.gov.br

A votação pelo júri popular pode ser feita apenas até o próximo domingo (11). Para votar no vídeo produzido pelos alunos da Escola Francisca Lira, você deve entrar no link. As informações são da PMAI.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome