Equipamentos do Hospital de Campanha de Petrolina começam a ser montados

1
Foto: Wanderley Alves/Blog Carlos Britto

O Hospital de Campanha de Petrolina, localizado na área externa do Hospital Universitário (HU) da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), começa a ser estruturado. Na manhã desta quarta-feira (15) o repórter Wanderley Alves conversou com Wilvania de Souza, representante do Instituto Social Medianeira da Paz – que gerencia a unidade, sobre a chegada dos equipamentos e a previsão de funcionamento.

Ela informou sobre os 12 caminhões que trouxeram a mairia desses equipamentos, na madrugada da última segunda-feira (13). “Nós temos uma logística de material e medicamentos para chegar. Também a logística de lençol, forro de cama, todas essas coisas chegaram até a sexta-feira. Nós tivemos essa missão de gerenciar os 102 leitos intermediários de internamento, sendo referenciado pela central de regulação do Estado de Pernambuco. As pessoas dos hospitais da região que necessitam de atendimento intermediário, de internamento, serão atendidas no hospital. Nós somos parceiros do governo do Estado”, contou a representante ao Programa Carlos Britto, na Rural FM.

Para que seja colocado em pleno funcionamento, o Instituto está realizando um processo seletivo, através de análise curricular e entrevista, para a contratação imediata e cadastro reserva de profissionais das mais diversas áreas para trabalhar no hospital de campanha. A previsão, segundo Wilvania de Souza, é de que em pelo menos 15 dias, já esteja em funcionamento.

“Estamos com um processo seletivo aberto através do e-mail ismepe.petrolina@gmail.com e, através desse processo, nós poderemos abrir até antes, mas nós queremos um espaço de dez dias, porque é o tempo que se monta, é o tempo que se confere toda a instalação desde da elétrica, rede de água. Nós teremos empresas terceirizadas que estão no processo também de cotação, desde o lixo à alimentação. Então, tem toda uma logística, e lógico que as irmãs medianeiras sabem da necessidade da abertura do hospital, assim como o governo do Estado e toda a comunidade que está em quarentena”, explicou.

São 175 vagas disponíveis para essa seleção, entre enfermeiros, médicos, assistente social, farmacêutico e outros profissionais. As contratações serão gradativas, de acordo com o aumento do número de leitos do hospital de campanha, assim, outros profissionais são chamados.

Leitos de UTI no Hospital de Campanha

Quanto à unidade ter leitos de UTI com respiradores, a representante do Instituto Social Medianeira da Paz disse que existe a sinalização do Governo de Pernambuco, mas ainda não é algo concreto. “Nós aguardamos uma demanda do Estado, nós sabemos das dificuldades dos respiradores, mas talvez tenha uma demanda de cinco respiradores”.

1 COMENTÁRIO

  1. Alguém em sã consciência tem alguma dúvida de esse atraso na entrega desse hospital foi propositalmente orquestrado pelo Governo do Estado só para forçar o Governo Municipal de Petrolina a fechar novamente o comercio da cidade? Estão fazendo política imunda com a doença e com a milhares de vitimas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome