Empresários e evangélicos fazem manifestação no Centro de Juazeiro contra o decreto estadual

6

Um grupo de empresários e evangélicos se reuniu na manhã desta sexta-feira (26) para protestar, mais uma vez, contra os decretos estaduais de Pernambuco e Bahia, que estabelecem fechamento do comércio e quarentena mais rígida até o final de março. Os manifestantes cantaram hinos e fizeram orações em praça pública, intercedendo pelo fim da pandemia, sobrevivência do comércio e a abertura das igrejas.

Após ter prorrogado o decreto de isolamento social em Pernambuco, com o fechamento do comércio e das atividades classificadas como não essenciais, o governador Paulo Câmara renovou as medidas restritivas por causa do avanço do novo coronavírus (Covid-19), com novo decreto de isolamento social publicado nesta quinta-feira (25).

O Decreto nº 48.973 mantém até dia 31 de março a suspensão das atividades econômicas, prorroga o reinício das aulas nas escolas, universidades e demais estabelecimentos de ensino, público e privado, em todo o Estado.

Na Bahia o decreto de restrição mais rígida vai até o dia 1° de abril. As atividades essenciais que podem funcionar em Juazeiro encontram-se no Decreto Municipal n°1.114/2021. Todas as demais medidas restritivas determinadas pelo Governo da Bahia válidas para a região de Juazeiro e Senhor do Bonfim encontram-se no Decreto Estadual nº 20.323.

6 COMENTÁRIOS

  1. Como evangélica venho dizer que não foi uma manifestação pela abertura de comércio e sim da cura divina pro nosso país,pro nosso planeta mesmo em meio a tantas atrocidades que o próprio homem tem feito.Mude o título de sua reportagem por ” Clamando a Deus por cura ‘

  2. Vocês me lembram os escribas e fariseus hipócritas a que se referia Jesus. Pior que isso, nem galardão receberão. Não passam de causadores de escândalos, uma vez que o Deus de Abraão, de Isaque e Jacó houve os que O buscam em verdade e em espírito de qualquer lugar, principalmente de lugares tranquilos, aqueles buscados por Jesus, que, inclusive, orientou que entrassemos em nosso quarto e orassemos a Deus. Portanto, para de escandalizar, pois já se sabe que o que as igrejas procuram é justamente a mesma coisa que os empresários, dinheiro, dinheiro e dinheiro. Onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade. Novamente, os obreiros fraudulentos não podem contar com o Poder de Deus é entram em desespero em busca de dinheiro. O deus um pouco poderoso que alegra a vida dos obreiros fraudulentos. Portanto, parem de envergonhar os crentes de Boa-fé.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

seis − seis =