Em sessão tumultuada, PEC da reforma da Previdência dos servidores baianos é aprovada na ALBA

0
Foto: Hilza Cordeiro/CORREIO

Após a fala do deputado Hilton Coelho (PSOL), o clima ficou tenso na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) ontem (31/01), durante a sessão extraordinária para a votação da PEC 159/2020, que propôs a reforma da Previdência dos servidores públicos estaduais. Manifestantes membros da Polícia Civil (PC) invadiram o plenário e entraram em embate com a Polícia Militar (PM) legislativa. Antes, ainda durante a fala de Hilton, os manifestantes presentes na galeria jogaram ovos em direção aos parlamentares. O presidente da casa, Nelson Leal, foi atingido. Isso aconteceu por volta das 20h30.

Por conta da confusão, a sessão ficou suspensa das 20h30 até 22h22, quando a votação foi retornada. Por volta das 21h, o Batalhão de Polícia de Choque chegou ao local. Durante o confronto, a tribuna de imprensa também foi invadida pelos servidores que estão protestando. A categoria é contra PEC e pede ainda que seja garantido 100% da pensão por morte. De acordo com o Sinspeb, o policial civil e o penal que estão no fim da carreira recebem um salário em torno de R$ 6 mil a R$ 7 mil. Se for aplicada a média que contém na PEC, o salário será reduzido para cerca de R$ 4,5 mil do servidor que está no fim da carreira.

Na ALBA, os servidores gritam para os deputados: “Vendidos! R$ 50 mil, R$ 50 mil”. O governador Rui Costa repassou essa quantia em emenda parlamentar para que os deputados comparecessem à Alba a fim de votar a proposta. Dos 63 parlamentares baianos, 55 registraram presença para discutir a pauta.

Após a chegada do Choque, a maior parte dos deputados saiu do plenário. Só permaneceram no local os servidores em protesto, que ocuparam os assentos dos deputados, e os deputados Hilton, Capitão Alden (PSL) e Prisco (PSC).

Gás

O confronto não terminou por aí. A PM ainda jogou gás lacrimogêneo quando os policiais civis tentaram enfrentar a PM para entrar em uma sala onde os deputados estavam. Por volta das 22h22, os deputados votaram o primeiro turno. Por volta das 22h24, os deputados começaram a votar o segundo turno. Às 23h01, a PEC da Previdência Social dos servidores estudais foi aprovada. (Fonte: Correio da BA)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome