Em Santa Maria da Boa Vista, Humberto Mendes recebe críticas por atos da militância; assessoria da prefeitura rebate

1

Candidato à reeleição, o prefeito de Santa Maria da Boa Vista (PE), Humberto Mendes (PSB), foi alvo de críticas ontem (7). Primeiro, porque a militância de Humberto desrespeitou as normas restritivas de combate ao novo coronavírus (Covid-19) ao se aglomerar em frente a uma emissora de rádio da cidade, onde o prefeito participava de uma entrevista.

Segundo, pelo fato de uma fonte deste Blog repassar a informação de que havia cargos comissionados da prefeitura na mobilização, em pleno horário de trabalho. Por último, militantes de Humberto teriam provocado um foco de incêndio na escola estadual Judite Gomes de Barros ao soltarem fogos de artifício nas imediações.

Procurada pelo Blog, a assessoria de comunicação da prefeitura rebateu as críticas. Sobre a aglomeração, a assessoria informou que os militantes pretendiam fazer uma carreata, mas souberam pela Polícia Militar que o juiz local não havia permitido. Então foram para a frente da rádio esperar Humberto após a sabatina. Ao sair, ele cumprimentou a militância e foi diretamente para sua residência, sem se envolver na mobilização.

Sobre os cargos comissionados, o departamento jurídico reforça quase todos os dias que a participação dos mesmos em eventos políticos de campanha só é permitida por lei após o encerramento do expediente, das 8h às 13h. A assessoria assegura que, se havia algum servidor, foi após esse horário. Quanto aos fogos de artifício, o órgão municipal justificou não saber quem soltou os fogos, mas garantiu que o ato não partiu de ninguém da organização de campanha do prefeito, muito menos de algum servidor da prefeitura.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome