Em reunião na Alepe, Antônio Coelho cobra de secretário estadual Dilson Peixoto retomada de distribuição de sementes e de carros-pipas

por Carlos Britto // 27 de junho de 2019 às 08:00

Foto: Ivaldo Reges

O deputado estadual Antonio Coelho (DEM) solicitou ao Governo de Pernambuco para que retome os programas de distribuição de sementes e de água através de carros-pipas. O parlamentar ressaltou a importância de tais iniciativas para os produtores rurais e a população do Interior do Estado durante reunião da Comissão de Agricultura, Pecuária e Política Rural, nesta quarta-feira (26), da qual participou o secretário estadual de Desenvolvimento Agrário, Dilson Peixoto.

Tenho um contato muito grande com a população sertaneja, e uma preocupação cada vez mais recorrente é que cada vez mais o governo do Estado vem entregando menos sementes e com mais atraso. Em Manari, por exemplo, era comum, no Governo Eduardo Campos, a entrega de 18 toneladas de sementes. Este ano, se tentou entregar 1,8 toneladas, e o conselho dos produtores ficou tão frustrado que não aceitou a entrega, por considerar que ela não atendia as necessidades. E essa é uma iniciativa muito importante para a agricultura familiar”, destacou Antonio Coelho.

No tocante ao abastecimento, o parlamentar reforçou a importância de regularizar a dívida com os pipeiros para retomar o serviço. “Os carros-pipas atendem às pessoas mais humildes e carentes do Interior, onde não temos sistema de abastecimento d’água ou onde ele é insuficiente. Quando o Estado não consegue chegar com a água, isso compromete o orçamento e o sustento de diversas famílias. E há um ano esse serviço foi interrompido, por falta de pagamento do Estado, e tem prejudicado demais as famílias“, completou.

Em sua fala, o secretário Dilson Peixoto admitiu que a distribuição de sementes diminuiu entre 2013 (1,8 milhão de toneladas) e 2018 (599 mil toneladas), e citou que a dívida com os pipeiros é de R$ 4,5 milhões. “Não temos uma previsão para aumentar o montante de sementes, que hoje sabemos que não é o ideal, mas temos que trabalhar para fazer o máximo possível. Quanto aos pipeiros, o governador já garantiu que vamos honrar com esse pagamento. O programa foi cancelado, e hoje estamos tentando implementar um programa mais forte pela Compesa. Hoje quem faz basicamente a entrega dos carros pipa é o Exército, e eles também enfrentam dificuldade orçamentária para continuar com este serviço. Por isso estamos estudando uma forma para complementar esse trabalho feito pelo Exército, através da Compesa“, explicou.

Em reunião na Alepe, Antônio Coelho cobra de secretário estadual Dilson Peixoto retomada de distribuição de sementes e de carros-pipas

  1. Petrolina de futuro disse:

    Avisa ao nobre deputado que o período de chuvas já passou

  2. OTAVIO disse:

    O discurso é o mesmo, tantos dos velhos profissionais da política, como dos que estão entrando nesta vantajosa profissão, só falta ter carteira assinada. Carro pipa em pleno Século 21, pelo amor de Deus, a Mãe Natureza evapora evapora as água do mar, dessaliniza, transporta para bem longe do litoral, despeja 200 bilhões de metros cúbicos todos os anos, diga-se de passagem, tudo isso de graça, sem nenhum custo, e ainda estão falando em carro pipa? isso é zombaria, não cabe mais isso, tem solução definitiva para tal, e, com certeza não é transposição não, vamos utilizar essas água de forma inteligente, chega.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.