Em preto e branco, exposição fotográfica que resgata memória da região é aberta em Petrolina

1

O hall da Reitoria da Univasf, em Petrolina, recebe, a partir de hoje (23), a exposição “Memórias”, do fotógrafo Francisco Lopes Filho. A mostra, que traz fotos das décadas de 60 e 70 da região, ficará no local até o dia 7 de abril, das 8h às 18h. O lançamento aconteceu no final da tarde de hoje.

A exposição é composta por 24 fotografias em preto e branco feitas por Lopes nas décadas de 1960 e 1970. O Rio São Francisco, a ponte Presidente Eurico Gaspar Dutra, paqueteiros com suas canoas e o povo sertanejo são retratados nas imagens. Também há registros da família do fotógrafo, feitos nas cidades de Fortaleza (CE) e Salvador (BA), que remetem à sua memória pessoal.

O Velho Chico é o ator principal nesta pequena seleção do acervo do fotógrafo, mas outros cenários que ainda integram a paisagem das cidades ribeirinhas também estão retratados na mostra, entre eles o aqueduto da Universidade do Estado da Bahia (Uneb).

Nascido na cidade de Aracoiaba (CE), Lopes veio para Juazeiro em 1958 e aprendeu a arte da fotografia por meio de muita leitura e do exercício de registrar o cotidiano por meio das lentes. Começou com uma Yashica 35 milímetros. De lá pra cá, já utilizou equipamentos de várias marcas e modelos, dos quais ele se lembra de cor, numa demonstração de que boa memória não lhe falta. A exposição “Memórias” é promovida pela Diretoria de Arte, Cultura e Ações Comunitárias (DACC) da Pró-Reitoria de Extensão (Proex) da Univasf, com apoio do Portal Zap. (foto/divulgação)

1 COMENTÁRIO

  1. parabenizo o companheiro de musculação-Sesc-Petrolina;Francisco Lopes; por sua dedicação;e bom gosto de trazer a mostra;as mais lindas imagens da região do são francisco; não só do passado; como do presente; aproveito; para pedir desculpa por não poder atender o seu honroso convite; um forte abraço

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

5 × três =