Em busca de apoio para continuar na presidência da Câmara Federal, Rodrigo Maia vem conversar com Paulo Câmara

0
Paulo Câmara. (Foto: SEI-PE/Divulgação)

Paulo Câmara não estará, hoje, na reunião da bancada do seu partido em Brasília, quando os socialistas levarão à mesa as possibilidades do PSB na corrida pela presidência da Câmara Federal. O governador de Pernambuco, no entanto, na condição de vice-presidente nacional do PSB, está atento às negociações e trocou ele mesmo uma ideia com o presidente Rodrigo Maia por telefone nos últimos dias.

Os dois vão à mesa no próximo dia 17. Almoçam juntos e o democrata estará ainda com integrantes da bancada pernambucana na ocasião. A articulação partiu do deputado federal Wolney Queiroz, que preside o PDT no Estado e tem trabalhado pela candidatura de Maia. O mandatário da Câmara Federal tratou de conversar com Paulo depois que o PSL, do presidente Jair Bolsonaro, declarou apoio a ele na disputa.

Na análise do governador de Pernambuco, o apoio que o PSL hipotecou ao atual presidente da Câmara Federal não impede que os socialistas também sigam ao lado dele. Esse apoio do PSL inibiria o PSB de optar por Maia? “De jeito nenhum. Vai depender dos compromissos que o Rodrigo Maia coloque junto à nossa bancada e ao nosso partido, justamente no que eu falei da independência do poder legislativo e da oportunidade de partidos que são de oposição ao governo Bolsonaro, de também terem participação no debate, no diálogo dentro do poder”, devolveu Paulo, ontem (9), em entrevista à Rádio Folha FM 96.7.

O contato de Maia com o governador faz sentido do ponto de vista da representatividade da ala pernambucana do PSB e ainda da sintonia retomada entre a bancada e a direção da sigla, após êxodo do grupo dissidente. Junto com PDT e PCdoB, o PSB forma um bloco que reúne 70 parlamentares e pode ser o fiel da balança na disputa, como a coluna registrou ontem. Cálculos de parlamentares dão conta de 239 deputados no bloco de apoio a Maia. Ele precisaria de 257 para garantir vitória. (Fonte: Folha Política/Folha de PE)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome