Em audiência pública, deputado Adolfo Viana cobra ações imediatas ao Comitê de Combate à Seca

1

DSCF0029O deputado estadual Adolfo Viana (PSDB) cobrou na audiência pública da Comissão de Meio Ambiente, Seca e Recursos Hídricos, realizada quarta-feira (24) ações imediatas do Comitê de Combate à Seca para diminuir o sofrimento das famílias atingidas. O parlamentar fez diversos questionamentos, eles a ausência de um representante da União dos Municípios da Bahia (UPB) e da Federação da Agricultura do Estado (FAEB) no Comitê, coordenado pelo secretário da Casa Civil, Rui Costa.

A realização da audiência com a participação dos prefeitos do semiárido e de representantes do Governo foi uma solicitação do deputado ao presidente da Comissão de Meio Ambiente, Leur Lomanto Jr., com o objetivo de cobrar esclarecimentos sobre soluções que reduzam o dano enfrentado pelos produtores e criadores de todo o sertão baiano, prejudicados pela pior estiagem dos últimos 50 anos.

Conheço de perto o sofrimento do povo do sertão, não fico 20 dias sem percorrer as cidades do interior e sei que não é fácil ver toda a produção comprometida. Os prejuízos são muitos e o Governo, sabendo que esta é uma realidade e que o sertanejo tem que aprender a conviver com a situação, não criou mecanismos para amenizar os estragos. Queria que o coordenador do Comitê me informasse quantos poços foram instalados e bombeados. Sabiam que teríamos um longo período de estiagem e nenhuma precaução foi tomada”, indagou Adolfo Viana. As informações são da assessoria do parlamentar.

1 COMENTÁRIO

  1. Nunca se víu tanta precisão, imediatismo, exatidão em meio a uma estiagem que perdura 2 anos drasticamente extinguindo rebanhos, pondo à prova o sertanejo que, depois das indispensáveis ações estruturantes em caráter de emergencia que não concretizaram, nunca mais ele voltará a ser “o Forte”/E.Cunha. Nós, que ainda resistimos amargando esses dias que se estenderão não sabemos até quando, estamos de ôlho nas próximas eleições, tão quanto anseiam voces, Ilmºs. Senhores Deputados!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome