Em Afrânio, Rafael e Adalberto Cavalcanti medirão forças de olho em 2020

7

Em Afrânio (PE), Sertão do São Francisco, o clima eleitoral vai além do pleito deste ano. Por lá, o desafio do deputado federal Adalberto Cavalcanti (Avante), que tenta a reeleição, é ser majoritário em sua cidade-natal.

Para isso ele vai precisar superar o candidato a federal do seu desafeto, o atual prefeito Rafael Cavalcanti (MDB), que apoia Fernando Monteiro (PP). O êxito de um ou de outro deverá refletir diretamente em 2020, já que Rafael deverá ir em busca da renovação do mandato, enquanto Adalberto tentará recuperar a prefeitura perdida. Quem viver, verá.

7 COMENTÁRIOS


  1. Foi publicado o acordão dia 14 de setembro, referente ao julgado no dia 06 de setembro da Gestão Fiscal 2017 de Afrânio.

    Foi julgada IRREGULAR a Gestão Fiscal da Prefeitura Municipal de Afrânio relativamente à transparência pública no exercício de 2017, aplicando ao responsável, Sr. Rafael Antônio Cavalcanti, prefeito municipal, com fulcro na Lei Orgânica deste Tribunal, artigo 73, III, multa no valor de R$ 8.089,00 (oito mil e oitenta e nove reais), que deve ser recolhida, no prazo de 15 dias do trânsito em julgado desta decisão, ao Fundo de Aperfeiçoamento Profissional e Reequipamento Técnico do Tribunal, por intermédio de Boleto Bancário a ser emitido no sítio da internet desta Corte de Contas (www.tce.pe.gov.br), e, caso não proceda conforme o determinado, cumpram-se os procedimentos

    http://www2.tce.pe.gov.br/processosJoomla/processos/consulta_processo.asp?ITHcprc=17517886
    http://sistemas.tce.pe.gov.br/jurisprudencia/PesquisaJurisprudencia!baixarArquivo.action?documento.id=2435132
    ___________________________________________________________________________________________

    JUSTIÇA DETERMINA PENHORA E AVALIAÇÃO BENS DO PREFEITO

    Processo nº 0000214-58.2018.8.17.2120

    EXEQUENTE: PGE

    EXECUTADO: RAFAEL ANTONIO CAVALCANTI

    Cite-se o(a) executado(a) para em 03 (três) dias pagar a dívida, contados da citação feita por mandado via Oficial de Justiça. Destaco que o prazo de três dias não obedece a contagem de prazo prevista na regra geral do NCPC art.231, II, ou seja, o prazo é contado da citação e não da juntada do mandado cumprido nos autos, nos termos do art. 829, NCPC.

    Expeça-se mandado de citação com ordem de penhora e avaliação a serem cumpridas pelo oficial de justiça imediatamente verificado o não pagamento no prazo assinalado. O Oficial deverá, sob pena de responsabilidade, lavrar o auto (NCPC, arts.838 e 839), com a intimação do(a) executado(a) (NCPC, art. 841) e na hipótese do art.842, NCPC, intimação também do cônjuge.
    ___________________________________________________________________________________________

    A Segunda Câmara do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE), multou o prefeito de Afrânio, Rafael Cavalcanti (PMDB), por conta da ausência de apresentação de dados relevantes, no prazo legal, do Sistema de Gerenciamento de Recursos da Sociedade – SAGRES – Módulo EOF relativo ao mês de Fevereiro de 2017, em desconformidade com a Constituição Federal, artigos 37, 70 e 71, combinados com o artigo 75, bem assim com a Resolução TC nº 25/2016, artigo 4º, e Resolução TC n° 17/2013, artigo 2º-A.O valor da multa é de R$ 7.789,00. A sentença foi proferida no último dia 10 e divulgada ontem (17). O relator do processo foi o conselheiro Valdecir Pascoal.
    http://www.blogdogsilva.com/2017/10/por-falta-de-transparencia-prefeito-de.html

  2. Esse Dr. ta doido que chega logo o dia 7 de outubro para demitir os funcionários da prefeitura, Acorda funcionários da Prefeitura de Afrânio, que o jacare ta chegando d novo….depois do dia 7 começa…….

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome