Eleições 2020: Com críticas à gestão atual e antecessores, Deomiro Santos diz que não cuidará apenas “de uma parte” de Petrolina

3

Nascido e criado na região do Atalho, pequena comunidade da zona rural de Petrolina, Deomiro Santos (PV) sempre teve o sonho de se tornar prefeito da maior cidade do Sertão do São Francisco. Nas eleições municipais deste ano ele está tentando colocar esse sonho em prática, apesar dos obstáculos que enfrentou.

Com a experiência de três candidaturas a vereador e de ter trabalhado na prefeitura e no antigo Sindicato dos Trabalhadores Rurais (atual STTAR), este escrivão da Polícia Civil da Bahia (PCBA) disse conhecer Petrolina “na palma da mão”. Por isso mesmo sabe como pode contribuir com projetos para melhorar a qualidade de vida dos petrolinenses. Mas o discurso propositivo de Deomiro cede espaço também a críticas não só ao atual prefeito e candidato à reeleição, Miguel Coelho (MDB), como a seus antecessores.

Segundo ele, todos os gestores preocuparam-se apenas com áreas privilegiadas de Petrolina, enquanto as comunidades da periferia permanecem esquecidas. Um exemplo, segundo ele, é a pavimentação. “Todos os prefeitos pavimentaram ruas onde já havia calçamento”, afirmou.

Educação e saúde

Citando setores prioritários, Deomiro disse que tem projetos específicos na educação com o intuito de estimular os alunos a prosseguirem nos seus estudos, ao contrário do que se vê na atual gestão. Ele também lamentou o fato de todas as unidades médicas de Petrolina terem sido repassadas (ao Estado e governo federal), enquanto a Atenção Básica sofre com problemas de logística. “Na nossa administração não faltarão médicos, nem medicamentos, como a gente vê hoje nos postos”, cutucou. Uma das propostas, segundo o candidato, é ampliar o número de postos na cidade.

Deomiro também pretende investir na juventude da zona rural trazendo de volta a Copa do Interior, que para ele não tem a devida atenção do poder público. Também para as famílias do sequeiro o candidato quer ampliar a criação de animais dentro de um projeto que viabilize uma infraestrutura que vem a reboque, como o abastecimento d’água, bem como assegurou que a manutenção das estradas vicinais será uma prioridade. “No meu governo não faltará patrolamento, porque é uma ação barata”, destacou.

Ambientalismo

Deomiro comentou também sobre investimentos em segurança, sobretudo na área ribeirinha, que está à mercê de criminosos – ele e sua esposa, inclusive, foram vítimas recentes de um assalto quando saíam de sua chácara.

A área ambiental, uma das bandeiras do PV, também é pauta do candidato. Deomiro garantiu que sua eventual administração cuidará do Rio São Francisco não apenas realizando ações superficiais com a retirada das baronesas, como fez a atual administração, mas evitando o despejo de esgoto direto no rio. Para isso irá contratar técnicos especialistas e buscará parceria com a Compesa – por enquanto ainda a responsável pelo serviço de abastecimento d’água e esgotamento sanitário da cidade.

Ele destacou que também irá erradicar as espécies de plantas consideradas invasoras, como a Nim e a Algaroba, e incentivar o cultivo de plantas nativas.

Projetos

Perguntado como irá atrair os investimentos necessários à cidade, Deomiro argumentou que os aliados são importantes, mas um projeto bem elaborado tem a mesma força. “Se eu chegar com um bom projeto e dizer que sou prefeito de Petrolina, as portas se abrem”, finalizou.

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome