Eduardo Campos não externa opinião sobre composição da chapa

por Carlos Britto // 03 de abril de 2009 às 06:00

Se nos bastidores a composição da chapa majoritária liderada pelo governador Eduardo Campos (PSB) para as eleições 2010 já causa efervescência, ele próprio prefere não tocar no assunto. O socialista repetiu mais uma vez que não tratará sobre a disputa de 2010 antes da virada do ano. E nem comentará sobre as discussões internas do PT sobre quem seria o melhor candidato para concorrer ao Senado. Para Eduardo, falar sobre o nome ideal do PT para compor a chapa, é uma “casca de banana”.

“Antes de encerrar o mandato como prefeito do Recife, João Paulo (PT) dizia que pretendia concorrer ao Senado nas próximas eleições. Afirmava que tinha o apoio do presidente Lula e que poderia reunir condições para se credenciar à candidatura, como a aprovação de sua gestão à frente da Prefeitura do Recife e como liderança popular na Região Metropolitana da capital. Nesta semana, no entanto, João Paulo cogitou não disputar o Senado e, sim, uma vaga para a Câmara dos Deputados.

O ex-prefeito, ontem, mostrou-se incomodado pela falta de apoio do PT à sua pré-candidatura ao Senado, de acordo com informações publicadas na edição do Diario de hoje. O nome dele não é consenso no partido, que sugere as candidaturas do secretário estadual das Cidades, Humberto Costa, e do deputado federal Maurício Rands.

Há quem acredite que o nome preferido dos aliados de Eduardo Campos para concorrer ao Senado seja o do secretário estadual das Cidades, Humberto Costa (PT). Questionado se teria preferência dentro do PT para a composição da chapa majoritária, Eduardo retrucou: “você acha que eu vou responder essa casca de banana?” E acrescentou que só irá discutir sobre a composição da chapa e sobre a eleição em 2010. “Até lá, vão ficar me perguntando, mas vão ter que entender que eu não falo sobre isso”, completou.

Além de João Paulo, outros nomes demonstraram interesse em disputar o Senado na chapa do governador. Entre eles, o deputado federal Armando Monteiro Neto (PTB), que inclusive tem circulado bastante no interior do estado em busca do fortalecimento de sua pré-candidatura. Ele tem promovido, por exemplo, reuniões com prefeitos e lideranças de várias regiões pernambucanas. Também estão na lista o deputado federal Inocêncio Oliveira (PR) e o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Fernando Bezerra Coelho (PSB).

Fonte: Diário de Pernambuco

Eduardo Campos não externa opinião sobre composição da chapa

  1. Sávio Angelin disse:

    As qualidades de gestor do ex-prefeito João Paulo são incontestáveis, porém acredito que o Secretario das Cidades Humberto Costa tem mais qualificação para ser indicado pelo PT candidato ao senado. A história politica de Humberto sempre foi pautada pelo interesse público, em detrimento de pretensões pessoais. Sempre colocou o seu nome a serviço do PT e de Pernambuco, na hora em que fora convocado. É um grande nome da política pernambucana e que o povo de pernambuco deve a ele o espaço que ele merece ocupar, que é o cargo na Câmara alta. Além do mais conhece pernambuco de ponta a ponta, sempre percorreu esse Estado, seja com mandato ou sem mandato.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *