Durante início de vacinação contra Covid-19 na Bahia, Rui Costa diz que momento “é de menos burocracia e mais agilidade”

5
Foto: Camila Souza/GOVBA

Durante o início da vacinação contra a Covid-19 na Bahia, nas Obras Sociais de Irmã Dulce (Osid), em Salvador, na manhã desta terça-feira (19), o governador Rui Costa pediu menos burocracia para a liberação de novos tipos de imunizantes. “A burocracia deve ser deixada de lado. Nesse momento, não precisa nenhum de nós estar demonstrando seu poder, o poder da sua caneta“, disse o gestor.

Rui destacou ainda que o mundo e o ser humano fazem seu melhor quando cooperam e se ajudam mutuamente. “Estão aí as nações utilizando as vacinas chinesa, russa, inglesa, e o Brasil recebendo oxigênio da Venezuela“, disse. “Quando a gente coloca a burocracia, a ideologia e o ódio de lado, o ser humano consegue fazer muito mais pelos outros“, completou. Na opinião do governador, o Brasil precisa agora de “mais humanidade, menos burocracia e mais agilidade para salvar vidas“.

5 COMENTÁRIOS

  1. Falaram aí, um o governador corrupto, e no comentário, um Comunista que está com saudades de um alcoólotra também corrupto e de uma anta, que não sabia nem ler um discurso pronto, redigido pelos outros, que durante 16 anos desviaram trilhões dos cofres públicos! Só gente cega não enxerga que onde o maldito comunismo chegou ao poder, só gera mazelas para a população, enquanto a penelinha que está no poder, vive no luxo, gastando o “suor” do povo, em países livres e capitalistas. Para ver que o maldito comunismo/socialismo é um retrocesso, basta olhar para o que acontece na China, em Cuba, na Venezuela, na Coréia do Norte e demais países que se implantou esse terrível sistema esquerdista!

    • Onde o Brasil foi comunista, em que mundo você?
      Saia do mundo das fakes do teu mito, incompetente, que defeca pela boca, venha para a realidade.
      E China, socorrendo o Brasil com Vacinas, deixe a China de comprar nossos produtos, para vê aquilo que acontece.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome