Durante inauguração de aeroporto na Bahia, Bolsonaro volta a exaltar Nordeste: “Minha filha tem sangue de cabra da peste”

6
Foto: Globonews/reprodução

Mesmo não querendo mais polemizar sobre o episódio da última sexta-feira (19), quando disse a Onyx Lorenzoni, numa reunião com ministros em Brasília (DF), que “de todos os governadores de Paraíba, o pior era o do Maranhão”, o presidente Jair Bolsonaro aterrissou em terras baianas onde inaugurou nesta quarta-feira (23) o Aeroporto Glauber Rocha, em Vitória da Conquista.

Sem a presença do governador Rui Costa (PT), que boicotou a solenidade após a polêmica, Bolsonaro voltou a fazer juras de amor ao povo nordestino.

Eu amo o Nordeste, afinal de contas, a minha filha tem em suas veias, sangue de cabra da peste. Cabra da peste de Crateús, o nosso estado aqui, mais pra cima, o nosso Ceará. Quem é nordestino aqui levanta o braço. Quem concorda com o presidente Jair Bolsonaro levanta o braço. Estamos juntos ou não estamos?“, declarou.

Esta é a segunda viagem de Bolsonaro à região, após a polêmica. ““Não estou em Vitória da Conquista, não estou na Bahia, nem no Nordeste. Estou no Brasil. Não há divisão entre nós: [divisão por] sexo, raça, cor, religião ou região. Somos um só povo com um só objetivo: colocar esse grande país em um lugar de destaque que merece“, afirmou.

Rui Costa

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), se recusou a participar do evento de inauguração do terminal aéreo nesta terça por considerá-lo restrito a poucos convidados, “como se fosse uma convenção político-partidária”. Desde o início da manhã, o terminal aéreo estava cercado por tapumes.

Durante o discurso, Bolsonaro disse lamentar que Costa não estivesse no evento e que não tem preconceitos em relação a partidos, mas que não aceitava quem quiser “impor a nós o socialismo ou o comunismo”. Assim como o governador Rui Costa, o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Nelson Leal (PP), também informou que não participaria da cerimônia em solidariedade à decisão de Costa. Além deles, a filha do cineasta baiano que dá nome ao terminal, Paloma Rocha, se recusou a ir ao evento.

Os prefeitos de Salvador, ACM Neto (DEM), e de Vitória da Conquista, Hérzem Gusmão (MDB), participaram da cerimônia. Bolsonaro cumprimentou os dois durante seu discurso e deu um recado a ACM Neto. “Chamo de garoto porque você é muito mais novo que eu. Mais na frente, se Deus quiser, você ocupará a honrosa cadeia que ocupo“, declarou.

Segurança

Bolsonaro desembarcou no município baiano pouco antes das 11h. a segurança do presidente foi feita por agentes da Polícia Federal (PF), da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Exército, além de seguranças particulares, já que o governador não autorizou a presença da Polícia Militar (PM).

Aeroporto

Centenas de pessoas — entre elas apoiadores e críticos de Bolsonaro — se reuniam do lado de fora do aeroporto por volta das 10h30. O clima era pacífico, e um telão foi montado para transmitir a cerimônia. Ônibus e carros foram revistados. A cerimônia era para 600 convidados, a maioria do governo federal. A obra do aeroporto durou quase cinco anos. Foram investidos mais de R$ 105 milhões: R$ 74 milhões do governo federal e R$ 31 milhões do governo estadual.

O terminal está localizado nas proximidades da BR-116, a 10 km do centro de Vitória da Conquista, e deverá começar a operar com voos comerciais nesta quinta-feira (25). A estimativa é que uma população de 2,3 milhões de pessoas de 100 municípios vizinhos, baianos e mineiros, poderão ser atendidos. (Fonte: G1)

6 COMENTÁRIOS

  1. Está enganado, capinador de mato de quartel, somos diferentes sim, quem já andou o Brasil sabe a diferença entre as regiões e seus respectivos povos, ter boas relações com o resto do Brasil não significa que somos iguais, e cada região tem o direito de seguir seus próprios destinos, seguindo o princípio da autodeterminação dos povos.

    • Gosta tanto do nordeste que já ordenou o ministro Onyx a cortar verbas aos estados da região. Percebe-se que o jumito está adorando vir aqui para inaugurar as obras feitas pelos governos “comunistas” do nordeste. É o famoso engenheiro de obra pronta. Ridículo esse senhor.

    • Claro que acabou a mamata, para os outros, e começou para a família Bolzonaro, a cegueira política é uma doença, carece de tratamento. Um presidente despreparado, inconsequente, preconceituoso, que destila ódio e divide a nação, ao invés de governar e resolver os problemas nacionais, e as pessoas batendo palmas.

  2. Sim, mas quero saber qual a sensação de inaugurar obra de governador Petista financiada pela presidente Petista. Deveria era ter vergonha na cara e não fazer marketing com obra de corrupto!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome