Dono de pitbull que invadiu residência em Petrolina diz que cão “havia fugido”

por Carlos Britto // 28 de julho de 2021 às 12:33

Foto: reprodução/WhatsApp

O dono do pitbull que invadiu na tarde de ontem (27) uma residência no Condomínio Vivendas do Rio, na Estrada da Tapera, área ribeirinha de Petrolina, e matou dois cachorros, se pronunciou à imprensa local por meio de uma nota. Sem se identificar, ele afirmou que seu cão tinha toda uma estrutura em casa, mas fugiu “de maneira inesperada”.

O tutor assegurou também que não costumava circular com seu pitbull em qualquer espaço público justamente por entender que, apesar de todos os itens de segurança, um animal desse porte “casa desconforto” às pessoas.  Ele se disse ainda “consternado” por tudo o que ocorreu e já se prontificou em prestar toda ajuda necessária ao empresário Reginaldo Cariri Lopes e sua família, que teve a casa invadida pelo pitbull.

Dono de pitbull que invadiu residência em Petrolina diz que cão “havia fugido”

  1. Pé no Saco disse:

    Como sempre os culpados tem uma desculpa .

  2. jadel silva disse:

    aplicar a lei, criminal e civil, pois ele é responsavel pelo animal

  3. Edilberto disse:

    Esse tipo de animal deveria ser proibida a criação no pais, como em alguns países como Japão que proíbem certas raças. Outra coisa séria criminalizar o proprietário, por ataques do animal. É um animal anti social, ele ataca até o dono como no interior de SP Birigui, o cão matou uma mulher e atacou o dono que esta hospitalizado.

  4. Ysrebelde+temerário; disse:

    Não existe “maneira inesperada”, existe irresponsabilidade em deixar um animal desse porte solto em casa

  5. O PENSADOR. disse:

    Irresponsabilidade é o nome disso.

  6. ROGÉRIO disse:

    Sou à favor da proibição de criação e reprodução de pitbull.

  7. Bruno Filgueira disse:

    O castramento desses animais diminuí a agressividade e a vontade de sair de casa. Se o cão tem um ambiente de gastar energia em casa, ele não sente necessidade de sair. O temperamento do cão depende muito da criação do dono. Então o dono tema sua parcela de culpa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *