Diretor-presidente da Vigilância Sanitária de Petrolina revela 73 demandas referentes a abelhas somente em setembro

0

Após um ataque de abelhas próximo ao Cemitério Campo das Flores, na Avenida das Nações, Centro de Petrolina, que deixou um morto e  sete feridos, outros registros da presença desses insetos foram feitos em vários locais da cidade.

Este Blog recebeu vídeos de uma residência no Bairro Dom Avelar, de uma área na Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais (Facape), do Bairro Loteamento Recife, de um lote na área irrigada (foto) e de um comércio de madeiras na Avenida da Integração.

Procurado pela reportagem, o diretor-presidente da Agência Municipal de Vigilância Sanitária (AMVS), informou já ter encaminhado todas as demandas ao SOS Abelha, que vai analisar o que está acontecendo. A espécie que atacou pedestres e motoristas ontem, no Centro da cidade, é da espécie conhecida por europeia ou italiana, e possivelmente sejam as mesmas vistas em todos esses locais. O SOS é coordenado há quase dois anos pela AMVS, numa parceria que envolve também o Centro de Conservação e Manejo de Fauna da Caatinga (Cemafauna) e o 4º Grupamento do Corpo de Bombeiros (CB).

Segundo Marcelo Gama, somente no dia de hoje (15) sete demandas relativas a resgate de abelhas chegaram ao órgão municipal. Somando-se a essas, outras 66 foram registradas desde o início de setembro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome